Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 16 de dezembro de 2018

JAPÃO

Consulado marca 2ª missão para resgatar brasileiros

17 MAR 2011Por g109h:20

O consulado do Brasil em Tóquio emitiu um comunicado nesta quinta-feira (17) confirmando para sábado uma segunda missão de resgate de brasileiros nas regiões atingidas pelo terremoto e tsunami, na costa nordeste do Japão. Segundo informações do consulado, "por volta de 14 brasileiros ainda estão nas áreas atingidas". Desses, sete foram localizados.
A segunda missão na província de Miyagi ocorrerá na manhã de sábado (19) e passará pelas cidades de Sendai e Onagawa. Em Sendai, dois pontos de encontro foram marcados: 8h (locais, 20h do dia anterior no horário de Brasília) na estação de Sendai e 10h em Tohoku Daigaku.

Em Onagawa, um dos veículos chegará ao abrigo montado em um ginásio, onde, segundo o consulado, estão os sete brasileiros. Depois, os veículos do comboio retornam a Kamisato, na província de Saitama, na região de Tóquio.

O consulado informa que, se algum brasileiro estiver em Miyagi ou na região e não tiver como se locomover, deve entrar em contato pelos números 03-5488-5665 ou 090-6949-5328. O email do consulado é o assistencia@consbrasil.org.

Nesta quinta, um grupo de brasileiros fez protesto em frente ao consulado do Brasil em Tóquio. Eles pedem que o governo brasileiro envie voos fretados para resgatá-los. Brasileiros seguravam faixas com "Queremos voltar" e "Mandem os Hércules da Força Aérea Brasileira". Segundo as agências de viagem locais, só há passagem de Tóquio para o Brasil daqui a 11 dias - veja no vídeo ao lado. O consulado informou que não soube da manifestação.

Na quarta-feira, uma primeira missão resgatou 37 pessoas, entre eles 26 brasileiros, das regiões atingidas. Segundo o cônsul do Brasil no Japão, cerca de 15 brasileiros não haviam sido localizados na ocasião.

O terremoto seguido de tsunami deixou 5.178, em 12 províncias do Japão. Cerca de 8.606 continuavam desaparecidos, segundo dados divulgados pela Polícia Nacional nesta quinta.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também