CIDADES

Construção do prédio foi autorizada em 1957

Construção do prédio foi autorizada em 1957
28/03/2010 01:03 -


A história do Albergue Noturno da Avenida Afonso Pena remonta ao final dos anos 40. Em 1947, Amélio de Carvalho Baís e Alexandre Kalil Saad doaram à prefeitura os lotes nº 6 e 7 da quadra A, da planta aprovada em 14 de novembro de 1946, no Bairro Amambaí. Dez anos depois, em 1957, por meio da Lei 512, de 15 de março, o prefeito Marcílio de Oliveira Lima autorizou a construção de um prédio no local, destinado a abrigar o Albergue Noturno, a ser administrado e mantido exclusivamente pela Associação das Abnegadas de Mato Grosso. Esta entidade foi declarada de utilidade pública pela Lei nº 494, de 14 de novembro de 1956. Dois anos depois, por meio da Lei nº 567, de 19 de julho de 1958, Marcílio de Oliveira Lima retificou a localização do imóvel, que passou a constar como Lote nº 188, Quadra 14, da Avenida Marechal Deodoro, no bairro Amambaí. Com o passar do tempo a entidade mantenedora foi se esvaziando e com a construção de um albergue na mesma quadra, o antigo perdeu sua função. Hoje só uma família mora no local.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".