Domingo, 25 de Fevereiro de 2018

NOVEMBRO

Construção civil fecha mais de 2 mil postos

24 JAN 2011Por INFOMONEY15h:55

O emprego na construção civil do País apresentou leve queda de 0,07% em novembro de 2010, ante o mês anterior. No penúltimo mês do ano passado, as demissões superaram em 2.069 o volume de contratações.

De acordo com a pesquisa mensal do SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) e da FGV Projetos divulgada nesta segunda-feira (24), o total de empregados formais na construção civil, que havia batido recorde em outubro, recuou para 2,860 milhões de trabalhadores em novembro.

O diretor de economia do sindicato, Eduardo Zaidan, atribui a queda no período a fatores sazonais. "Normalmente, nesta época do ano, a atividade da construção civil diminui, para ser retomada no início do ano seguinte", explica.

Nos 11 primeiros meses de 2010, por sua vez, o nível de emprego no setor cresceu 16,43%, com a contratação de 403,6 mil trabalhadores formais. O desempenho do emprego em 12 meses aumentou 15,12%, o que corresponde a 375,8 mil trabalhadores.

Brasil
O levantamento também revela que, em novembro, o nível de emprego no setor da construção caiu em três das cinco regiões do País. O Centro-Oeste foi o destaque, com queda de 1,77%. O Nordeste, por sua vez, registrou aumento de 1,34%:

Região Variação Mensal Número de Vagas
Norte -1,57% -2.736
Nordeste 1,34% 8.041
Sudeste -0,26% -3.825
Sul 0,08% 304
Centro-Oeste -1,77% -3.853
Brasil (Total) -0,07% -2.069

Em São Paulo
Ainda segundo o SindusCon-SP, no estado de São Paulo, o número de empregos na construção  civil registrou, frente a outubro, leve alta de 0,1%, com 762 contratações.

Com isso, o acumulado do ano atinge o saldo de 68,4 mil trabalhadores, crescendo 10% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 12 meses, a elevação foi de 8,62%

Somente na capital paulista, 433 trabalhadores foram contratados em novembro, um aumento de 0,12% frente a outubro.

Considerando as regiões do estado, o destaque foi Presidente Prudente, que elevou em 1,93% o seu nível de emprego da construção em setembro (+169 trabalhadores):

Região Variação Mensal Número de Vagas
São Paulo (capital) 0,12% 433
Santo André -0,77% -337
Campinas -0,68% -510
Ribeirão Preto 0,80% 353
Santos 0,03% 10
Sorocaba 0,57% 458
São José dos Campos -0,75% -522
Bauru 1,38% 391
São José do Rio Preto 1,36% 317
Presidente Prudente 1,93% 169

Leia Também