Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Brasília

Conselho mantém comissão de intervenção na OAB/MS

18 MAR 14 - 09h:30VÂNYA SANTOS

A diretoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decidiu em reunião ontem (17) à noite, em Brasília, manter a criação de uma comissão de intervenção federal na OAB, seccional Mato Grosso do Sul. Na ocasião, também ficou decidido que o observador e conselheiro federal Miguel Ângelo Cançado (GO) retornará a Campo Grande. Só depois de a comissão avaliar a situação é que será analisado o pedido da administração da OAB/MS de afastamento do presidente da instituição Júlio César Rodrigues.

De acordo com o conselheiro federal da OAB, Carlos Alberto de Jesus Marques, a administração da OAB/MS pediu o afastamento do presidente Júlio César e o assunto foi colocado em discussão ontem pela diretoria nacional.

“O Conselho Federal manteve a criação da comissão de análise da situação em Mato Grosso do Sul e nomeou um observado, que é o conselheiro Miguel Cançado. Ele esteve em Campo Grande na sexta-feira (14), mas voltará e uma das coisas que ele deve fazer é garantir o funcionamento do conselho porque o presidente não deixa as reuniões acontecerem”, explicou Carlos Marques.

Ainda de acordo com o conselheiro federal, esse prazo de observação deve ser rápido, em torno de um mês. Só depois de analisar a situação no Estado é que o Conselho Federal decidirá ou não pelo afastamento de Júlio César. “O Conselho entendeu que primeiro tem que seguir um rito, que está previsto no artigo 81 do regulamento do estatuto”, justificou.

A expectativa é de que o observador Miguel Cançado participe da próxima sessão do conselho da OAB/MS, prevista para ocorrer no dia 28 deste mês.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Deputada participa de reconstituição de morte do marido no Rio

ECONOMIA

Tereza Cristina apresenta oportunidades de investimento aos árabes

Filho mata o pai com facada nas costas durante briga
TRAGÉDIA

Filho mata o pai com facada nas costas durante briga

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 44 milhões na quarta
FEZINHA

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 44 milhões na quarta

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião