Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

RETINOLOGIA

Congresso internacional discute avanços na área

20 ABR 2011Por DA REDAÇÃO13h:54

Teve início hoje (20) e prossegue até amanhã o 36º Congresso da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo, evento internacional que reúne a classe médica e os mais renomados especialistas na área da retinologia dos EUA, Europa e América do Sul. O encontro foi aberto com a realização de diversos cursos e, no período da noite, prosseguiu com o Festival de Filmes da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo (SBRV).

A realização desse tipo de evento é um dos mecanismos adotados pela SBRV para promover o intercâmbio entre os retinólogos e ainda para estabelecer procedimentos a respeito de determinadas técnicas a serem aplicadas pelos profissionais da área.

“A ideia e a de integrar os colegas e ainda aprimorar os seus conhecimentos por meio de palestras proferidas pelas mais respeitadas autoridades desse segmento da medicina”, explicou Álvaro Hilgert, presidente da Comissão Executiva responsável pela organização do evento.

Temas como complicações cirúrgicas, descolamento de retina, distrofias, imagem e laser, maculopatias cirúrgicas e clínicas, oclusões venosas, retina pediátrica, retinopatia diabética cirúrgica e clínica, técnica cirúrgica e tumores, dentre outros, serão abordados no evento por convidados do Brasil e também dos Estados Unidos e Europa.

Segundo informou Álvaro Hilgert, no congresso são apresentados casos clínicos relevantes e em seguida é aberto o debate sobre a melhor alternativa a ser buscada pelos retinólogos visando a definição do diagnóstico e tratamento. “As sugestões são colocadas em votação e em seguida são analisadas por um grupo de renomados especialistas, que irão se manifestar a respeito da melhor ou melhores alternativas”, explicou o coordenador.

Para Jorge Mitre, ex-presidente da SBRV, o modelo adotado produz resultados bastante satisfatórios. “Os cursos não se limitam a aulas discursivas, já que os colegas podem se manifestar e apresentar sugestões”, explicou. Apesar de ser um evento restrito à área médica, seus resultados influenciam diretamente na sociedade.

“Questões importantes quanto ao diagnóstico e tratamento dos casos com os quais nos deparamos em nossos consultórios são amplamente analisadas e debatidas. Isso significa que avançamos cada vez mais no que diz respeito ao grau de profissionalismo dos retinólogos”, ressaltou a doutora Maria Tereza Bonamoni, da USP.

Expositores

No congresso, além dos cursos e palestras técnicas, os participantes irão se inteirar a respeito do que existe de mais avançado na indústria oftalmológica, tendo ainda acesso às últimas novidades tecnológicas na área.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também