Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Confronto de boxe internacional na Capital é adiado

26 AGO 10 - 21h:09
O combate internacional de boxe em Campo Grande, envolvendo o  sul-mato-grossense Lino de Barros, 31 anos,  foi transferido para o dia 18 de setembro e será contra o argentino Rodolfo de Dominicis, de 37 anos, no ginásio do Círculo Militar.
Anteriormente marcado para este sábado, a Federação de Boxe de Mato Grosso do Sul foi obrigada a fazer a mudança por causa da falta de adversários, pois o primeiro desafiante, o argentino Orlando Farias, sofreu uma derrota por nocaute no início do mês e ficou impossibilitado de enfrentar o lutador  brasileiro.
Lino de Barros detém o título latino da categoria cruzadores (91,7kg) pela Organização Mundial de Boxe (OMB) e ficou conhecido nos últimos dias por frequentar a mesma academia do ex-campeão mundial dos pesos pesados, Mike Tyson. “É um atleta nascido em Bonito e hoje é o principal nome do pugilismo nacional. Será uma grande festa e tenho certeza que Lino de Barros fará um grande combate, pois precisa acumular vitórias para disputar o título mundial. Pela importância da luta, esperamos um bom público”, comentou o presidente da federação local, Marcelo Nunes.
O pugilista brasileiro é líder do ranking nacional em sua categoria e ainda ocupa a 7º posição no ranking da Organização Mundial de Boxe (OMB) e o 13º no da Associação Mundial de Boxe (AMB). “Apesar dos 31 anos, é um boxeador que está no auge da carreira e que soma muitos títulos”, disse Marcelo Nunes. (JP)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

'Portões Abertos' da Base tem <br> cães farejadores como atração
LAZER

'Portões Abertos' da Base
tem cães de caça como atração

Fazendeiro de MS impede passagem e etapa do Rally dos Sertões é interrompida
LARGADA FOI EM CAMPO GRANDE

Fazendeiro de MS impede passagem e etapa do Rally é interrompida

INCÊNDIOS FLORESTAIS

Fundo apoiado por Leonardo DiCaprio promete US$ 5 milhões para Amazônia

Traficantes transportavam 130 quilos de maconha em motos
TRÁFICO EM DUAS RODAS

Traficantes transportavam 130 quilos de maconha em motos

Mais Lidas