Terça, 12 de Dezembro de 2017

Prós e contras

Confira as vantagens e desvantagens de trabalhar de casa

31 DEZ 2013Por Band00h:00

Na medida que as cidades se tornam mais caóticas e menos transitáveis, maior a necessidade de métodos independentes de trabalho. Home office é a modalidade de trabalho onde o colaborador trabalha de sua casa e não no espaço físico da empresa. A tecnologia móvel e a internet hoje permitem que o profissional possa trabalhar de onde quiser; do carro, do metro, do ônibus, de sua casa…. Não existem mais limites, uma vez que a cada dia os internautas se tornam mais dependentes de estarem sempre conectados.

Trabalhar de casa é uma modalidade que desperta desejo e uma variedade de opiniões diversas. Existem pessoas que se adaptam muito bem trabalhando de casa e rendem mais do que se estivessem no escritório. Ao mesmo tempo o inverso é verdadeiro e diversas personalidades não se adaptam ao ambiente de casa quando são obrigados a se concentrarem e produzirem. Preferencias variam e para alguns, casa não é lugar de trabalho e sim de lazer, descanso e família. Para outros, trabalhar em casa é melhor por poderem estar mais perto da família e não pegarem transito. Vamos aos itens básicos, bons e ruins que devem ser levados em consideração diante da possibilidade da escolha:

Vantagens:
1) Controle sobre seu horário

Já ouviram falar que existem pessoas que desempenham melhor de manha e outras a noite ou a tarde? De fato os organismos são diferentes e tem uma produtividade única e diversa um do outro. Quando se trabalha de casa é possível decidir qual horário é melhor para o seu rendimento e produtividade. Deve se tomar um cuidado, no entanto, para não se trocar a noite pelo dia (em casos de pessoas que rendem mais a noite) podendo levar a um estilo de vida pouco saudável.

2) Transito
Moradores de cidades grandes sabem quanto tempo é desperdiçado todos os dias em ir e vir do trabalho. Este tempo perdido poderia ser dedicado a mais trabalho ou até descanso e lazer.

3) Não ter que lidar com colegas chatos
Colegas de trabalho podem se tornar no decorrer do tempo grandes amigos ou grandes inimigos. Na segunda opção, mesmo assim devem ser aturados obrigatoriamente durante o horário do batente e pior, com interação. Trabalhando a distancia a possibilidade de surgirem faíscas existem, porem são menores e não existe a necessidade de encontrar tal pessoa todos os dias.

4) Flexibilidade de inserir atividades pessoais ou de lazer no que seria normalmente considerado horário de trabalho. Poder assistir a apresentação do filho na escola, ir ao supermercado fora do horário de pico ou até levar o cachorro para passear a tarde são regalias que só existem quando um local fixo e horário padrão não são necessários.

Desvantagens:
1) Ausência de estruturas normais de trabalho

Nem toda casa tem espaço suficiente para uma mesa grande e portanto é necessário se adaptar ao ambiente existente. Se a impressora quebrou, não tem o colega nerd que arruma ou o amigo que configura o outlook.

2) Falta de colegas para apoiar suas atividades.
Trabalhando em Home office, muitas vezes o profissional pode se sentir sozinho e em desvantagem por não poder participar de brainstorms que podem auxiliar no dia a dia. Duvidas e inseguranças podem ser facilmente resolvidas se questionadas ao colega ao lado, estando no mesmo espaço físico. Além disso pequenos problemas e ruídos tendem a ser mais facilmente resolvidos pessoalmente do que a distancia.

3) Possíveis distrações.
O homeoffice deve ser levado com profissionalismo, bom senso e seriedade. Não é porque o colaborador pode trabalhar de casa que ele deve trabalhar da cama, pois pode acabar dormindo durante o expediente, causando prejuízo no desempenho. Se a cama está tentadora, vá trabalhar da sala ou longe da onde possam existir distrações irresistíveis.

4) Atacar a geladeira constantemente.
O home office exige muita disciplina, pois facilmente pode levar o colaborador a querer constantemente atacar a cozinha e comer para se distrair. Caso este comportamento for permitido, a saúde do profissional está em risco e consequentemente a qualidade de vida. A alimentação deve continuar equilibrada e as refeições na medida do possível feitas nas horas certas.

Leia Também