CARREIRA

Confira 7 profissões em alta; salário chega a R$ 45 mil

Confira 7 profissões em alta; salário chega a R$ 45 mil
09/08/2012 00:00 - terra


Um estudo da consultoria Michael Page apontou sete profissões que estão em alta no Brasil. Entre novas especialidades e atividades com escassez de profissionais aptos, as áreas chegam a pagar salários de R$ 45 mil, de acordo com a pesquisa.

"São profissões muito especializadas, que atendem a demandas atuais e futuras. A perspectiva para os próximos anos é de ampliação no campo de trabalho desses cargos", afirmou em nota Paulo Pontes, presidente da Michael Page no Brasil.

O levantamento foi realizado também nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e França. Confira as profissões que mais se destacam no Brasil, segundo a consultoria Michael Page:

Gerente de treinamento do varejo: o profissional é responsável por treinar os funcionários de cada ponto de venda. De acordo com a Michael Page, antes as empresas adotavam um treinamento-padrão para todos os funcionários, mas atualmente é mais produtivo elaborar programas específicos

Formação: administração de empresas, recursos humanos e psicologia
Salário: de R$ 8 mil a R$ 12 mil

Gerente de identidade visual: é encarregado de adequar os pontos de venda ao perfil do público. Define o que deve ganhar destaque, as maneiras de abordagem e as ações promocionais. Elabora a identidade para a loja
Formação: publicidade e propaganda, marketing e administração, com experiência em varejo
Salário: de R$ 8 mil a R$ 12 mil

Gerente de comunidade: atua na comunicação com o consumidor por meio de redes sociais, blogs e fóruns online, principalmente, mediando as reclamações no Twitter ou Facebook
Formação: marketing e publicidade e propaganda
Salário: R$ 7 mil a R$ 10 mil

Gestor de reestruturação: gerencia a carteira de clientes endividados dos bancos. A área cresceu desde a crise econômica de 2008 por conta das dificuldades enfrentadas por empresas
Formação: gestão e administração de empresas, economia e engenharia, com pós-graduação em finanças e experiência comprovada em áreas de risco de crédito
Salário: R$ 14 mil a R$ 24 mil

Gerente de projetos: Faz a mediação entre o departamento de TI e as demais áreas da empresa, apontando as necessidades e limitações de cada departamento. Segundo a Michael Page, deve ser um bom comunicador para traduzir "tecniquês" e "juridiquês", por exemplo
Formação: engenharia e informática
Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil

Gerente de relações governamentais: é o interlocutor da empresa junto a órgãos governamentais e agências reguladoras, como Anatel e Aneel. Precisa ser especializado em questões legais, assuntos socioambientais e capacidade para lidar com a burocracia
Formação: comunicação, direito, administração de empresas, relações internacionais ou ciências sociais
Salário: R$ 12 mil a R$ 45 mil

Gerente de marketing online: cria a estratégia de marketing nas redes sociais. De acordo com a consultoria, na Europa e nos EUA, os profissionais desse ramo já contam com experiência de até dez anos no currículo. No Brasil, há carência de profissionais experientes
Formação: publicidade, propaganda e marketing
Salário: R$ 8 mil a R$ 15 mil
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".