Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

ABRIL

Confiança no setor de serviços sobe 3%

4 MAI 2011Por ESTADÃO09h:27

A satisfação com a demanda atual e uma boa perspectiva quanto ao futuro dos negócios nos próximos meses puxou para cima a confiança dos empresários do setor de serviços em abril. É o que informou hoje a Fundação Getúlio Vargas (FGV) ao anunciar o Índice de Confiança de Serviços (ICS), que mostrou alta de 3% em abril contra mês anterior. Em março, o indicador caiu 1,9% ante fevereiro.

Em uma escala de até 200 pontos, onde resultados abaixo de 100 pontos são considerados negativos, e desempenhos próximos a 200 pontos são classificados como positivos, o ICS subiu de 131,3 pontos para 135,3 pontos, de março para abril. Este é o terceiro maior nível do indicador em sua série histórica iniciada em junho de 2008, perdendo apenas para os apurados em março de 2010 (135,5 pontos) e de agosto de 2008 (138,4 pontos). Ainda segundo a FGV, a média móvel trimestral do indicador apurada até abril, de 133,5 pontos, é a maior desde maio de 2010.

O ICS é dividido em dois sub-indicadores. O Índice da Situação Atual - S (ISA-S) mostrou taxa positiva de 5,5% em abril após cair 4% em março. Já o Índice de Expectativas - S (IE-S) subiu 1,2% em abril após mostrar queda de 0,3% em março.

Entre os fatores que ajudaram a compor o cenário positivo, a boa avaliação da demanda atual foi determinante para o resultado. Das 2.370 empresas consultadas para cálculo do indicador, a parcela de entrevistados que avaliam a demanda atual como forte subiu de 23,8% para 26,2% de março para abril. Já a fatia de pesquisados que a consideram fraca caiu de 15,5% para 11,5% no mesmo período.

As projeções para o futuro também foram positivas. A fatia de empresas pesquisadas que acreditam em melhora nos negócios, nos próximos meses, subiu de 50,7% para 52,1% de março para abril. No mesmo período, a parcela de companhias que aguarda uma piora diminuiu de 3,9% para 2,4% do total - o mais baixo percentual para esta resposta desde março de 2010 (2,4%).

A pesquisa de dados para o ICS ocorreu entre os dias 4 e 28 de abril. O total de 2.370 empresas consultadas era responsável por 746 mil pessoas ocupadas no mercado de trabalho ao final de 2008, segundo informações apuradas pela FGV.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também