Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

MENSALÃO

Condenados trabalharão na mesma empresa

31 JAN 14 - 00h:00FOLHAPRESS

O advogado Rogério Tolentino, condenado por participação no esquema do mensalão, irá trabalhar na empresa do ex-deputado federal Romeu Queiroz (PTB-MG), condenado no mesmo processo. Queiroz também trabalha na empresa desde a semana passada.
Tolentino obteve autorização da Justiça mineira, no último dia 22, para trabalhar fora da prisão, mas devido aos trâmites burocráticos apenas ontem foi liberado para começar a trabalhar. Ele recebeu proposta para atuar no setor jurídico da RQ Participações S/A, que pertence a Romeu Queiroz. De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais, Tolentino trabalhará de segunda a sexta-feira das 8h às 18h, e aos sábados das 8h às 12h.
Ex-sócio e ex-advogado do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, Tolentino foi condenado a seis anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção e cumpre a pena em regime semiaberto, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte.

Na semana passada, Romeu Queiroz também começou a trabalhar como gerente administrativo e financeiro na RQ Participações S/A. Ele cumpre pena de seis anos e meio, por corrupção e lavagem de dinheiro, no mesmo presídio que Tolentino. Segundo o advogado de Tolentino, Antonio Velloso, inicialmente foi feito um pedido para que ele trabalhasse no próprio escritório de advocacia na capital mineira. No entanto, a Justiça de Minas exige que o condenado procure primeiro uma vaga em empresas conveniadas com o sistema penitenciário.

A empresa de Romeu Queiroz foi credenciada em janeiro, depois que ele fez seu pedido para trabalhar. Como não havia vaga em outra empresa cadastrada, a Justiça aceitou o credenciamento da RQ Participações S/A. O advogado Antonio Velloso disse à reportagem que Tolentino receberá dois salários mínimos pelo trabalho, ou seja, R$ 1.448. O valor diverge do informado pela Secretaria de Defesa Social, segundo a qual o salário seria de um salário mínimo vigente. Responsável por administrar os bens de Romeu Queiroz, a empresa cuida da administração de postos de combustíveis, concessionárias, fazendas e empresas de ônibus. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ANDRÉ DO RAP

Suspeito de comandar tráfico internacional do PCC é preso em Angra

Ocorrência de incêndios no Estado cresceu 45% em 2019
MAIS DE 4,9 MIL

Ocorrência de incêndios no Estado cresceu 45% em 2019

Homem tenta apagar incêndio e tem 50% do corpo queimado
TERENOS

Homem tenta apagar incêndio e tem 50% do corpo queimado

Traficantes de papagaio estão na mira da PMA e Ibama
OPERAÇÃO BOCAIÚVA I

Traficantes de papagaio estão na mira da PMA e Ibama

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião