ESPECIAL- TRÂNSITO

Condenado após a Lei Seca está preso há dois anos

Condenado após a Lei Seca está preso há dois anos
07/07/2012 00:00 - MILENA CRESTANI


No dia 16 deste mês, Benvindo Teixeira da Silva completa dois anos preso por dirigir embriagado e matar atropelado Janai Pompeu da Silva, 48 anos. A vítima carregava no colo a filha, Mariele dos Santos, de 6 anos, e descia para ir a uma pizzaria no Bairro Cidade Morena, em Campo Grande. A criança e um motociclista que passava pelo local ficaram feridos. Ele foi o primeiro motorista de Mato Grosso do Sul condenado após a entrada em vigor da Lei Seca.

Neste mês, Benvindo obteve a progressão de regime e passará a cumprir a pena no regime aberto, retornando ao presídio apenas para dormir.

A progressão de regime foi concedida pelo juiz Albino Coimbra Neto, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande. Benvindo foi condenado a oito anos de prisão no dia 16 de julho de 2010, quando foi para o Instituto Penal. Em outubro do ano passado, ele obteve progressão para regime semiaberto, passando a ficar na Colônia Penal Agrícola, na Gameleira, em Campo Grande.

 O acidente que ele provocou aconteceu na madrugada do dia 4 de dezembro de 2008.
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".