Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Compra Internacional

Comprar no cartão em reais pode sair mais caro

27 JUL 12 - 09h:05Terra

A cena é comum em lojas europeias e americanas: compras escolhidas, o turista chega ao caixa da loja com o cartão (pré-pago ou de crédito) internacional em punho, pronto para pagar as compras em moeda estrangeira, certo? A resposta é nem sempre. Uma prática, permitida sem muito alarde, vem ganhando espaço entre lojistas do exterior: perguntar se o turista prefere pagar a conta na moeda do país emissor do cartão - de crédito, débito ou pré-pago - em reais.

À primeira vista, parece um bom negócio - afinal, o consumidor já saberia de antemão o quanto seria gasto - não teria de esperar pela cotação do dólar na data do faturamento do cartão de crédito. No entanto, não é isso o que costuma ocorrer: como o valor da moeda é definido na hora, e as operadoras têm recebido denúncias de um câmbio inflado, ante um euro cotado a R$ 2,50, há casos de cobrança de R$ 2,80 na transação. E nem é preciso ir ao exterior: lojas que vendem pela internet, como a Macy's, já oferecem os preços em reais.

No caso do cartão pré-pago, o prejuízo também é grande: o consumidor que compra o cartão em dólar ou euro já sabe de antemão o valor que gastou e quanto tem para gastar na moeda daquele cartão. Se aceitar a sugestão do lojista para comprar em reais, o valor terá que ser convertido novamente para a moeda estrangeira, gerando mais perdas.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

COPA AMÉRICA

Tite promove o retorno de Arthur à seleção para jogo com a Venezuela

IMPORTAÇÃO

Bolsonaro diz que avalia reduzir para 4% imposto sobre produtos de TI

REUNIÃO DO G20

Japão propõe mecanismo internacional para descarte de resíduo nuclear

CUIABÁ

Tribunal condena militar que tentou vender 120 quilos de carne do batalhão

Mais Lidas