Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SUSPEITA EM CERTAME

Compra de diplomas faz TJ modificar regra de concurso

17 JAN 14 - 00h:00DA REDAÇÃO

Suposto esquema de compra de diplomas de pós-graduação forçou o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS) a mexer numa das cláusulas, a que define a contagem de pontos cumulativamente por títulos, do IV Concurso Público para a concessão de titulares de 74 de cartórios, cujas inscrições abriram ontem. A reportagem estána edição de hoje (17) do jornal Correio do Estado.

Por meio de liminar (decisão temporária), concedida pelo conselheiro Flavio Portinho Sirangelo, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a corte sul-mato-grossense, patrocinadora do certame, terá que publicar “edital complementar para cientificar os candidatos que não será admitida a cumulação irrestrita de títulos, especialmente dos títulos de pós-graduação”.

Segundo a reportagem de Celso Bejarano, a decisão de Sirangelo atende a manifestação do tabelião do 3º Cartório de Protesto de Campo Grande, João Gilberto Gonçalves Filho.

O notário destaca em seu recurso “que estão, literalmente, comprando diplomas de pós-graduação, presenciais ou a distância (EAD), em faculdades que oferecem cursos relâmpago para atender tal necessidade”.  

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Conmebol pune atraso do Flamengo e suspende Abel Braga por 1 jogo na Libertadores
FUTEBOL 2019

Conmebol pune atraso do Flamengo e suspende Abel Braga por 1 jogo na Libertadores

BRASIL

Carlos Bolsonaro volta a criticar Mourão: está 'no último suspiro de vida'

Moradores ensacam terra para acessar casas em via sem pavimentação
IMPROVISO

Moradores ensacam terra para acessar casas em via sem pavimentação

Conselho de agrotóxicos elabora plano para controle de pragas em MS
CORREIO RURAL

Conselho de agrotóxicos elabora plano para controle de pragas em MS

Mais Lidas