Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

F-1

Companheiro de Massa mantém Williams na ponta

Companheiro de Massa mantém Williams na ponta
02/03/2014 12:00 - terra


Segue o domínio da Williams neste fim de semana de testes pela pré-temporada da Formula 1. Um dia depois de Felipe Massa cravar o tempo mais rápido do sábado no Bahrein, foi a vez de Valtteri Bottas ir à pista e terminar a manhã de domingo na ponta em Sakhir. O finlandês comprovou o bom ritmo do FW36 e liderou a primeira parte do último dia de atividades com o tempo de 1min34s797.

A marca foi conquistada já perto da pausa para o almoço e superou em 0s7 o tempo de Fernando Alonso, segundo mais rápido pela manhã e escolhido pela Ferrari para guiar o carro vermelho no último dia de testes antes do início da temporada da Formula 1. O tempo de Bottas, no entanto, foi 1s539 mais lento que o cravado por Massa no último sábado. Neste domingo, o brasileiro não foi e nem irá à pista.

Completou o "pódio" simbólico desta manhã o alemão Nico Hulkenberg, com 1min35s577, também comprovando o bom momento da Force India.

A Red Bull, que no último sábado completou apenas três curvas sob o comando de Sebastian Vettel, teve um ritmo melhor e girou 44 vezes pela pista de Sakhir na manhã deste domingo. O atual tetracampeão mundial, porém, chegou a provocar uma paralisação ao escapar na curva 1 do traçado árabe, e terminou na décima colocação, à frente apenas da Marussia de Max Chilton.

A Mercedes, uma das mais rápidas nos testes realizados até aqui, teve o início de suas atividades no circuito bareinita retardado por uma falha na caixa de velocidades, mas depois mandou o W05 a pista sob o comando de Lewis Hamilton, que completou somente cinco voltas cravou o sétimo melhor tempo.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?