domingo, 22 de julho de 2018

SAFRA AMEAÇADA

Como o agricultor pode se prevenir do La Niña

25 OUT 2010Por 10h:27

O plantio das culturas de verão já começou e os produtores precisam ficar atentos a uma peculiaridade climática que vai acontecer este ano e pode causar queda de produtividade e qualidade nos cultivos. O La Niña é um fenômeno meteorológico que acontece quando há o resfriamento das águas do Oceano Pacífico. Ele afeta diretamente a safra de verão, porque reduz a média de temperaturas e provoca o atraso e diminuição do volume de chuvas, principalmente de outubro a dezembro, causando estiagens e veranicos. A notícia é ruim para os produtores porque a menor quantidade de água no solo pode provocar estresse hídrico e diminuir a produção. Para se prevenir destes problemas, é preciso redobrar os cuidados de manejo e seguir rigorosamente as recomendações de plantio para cada região. As informações foram publicadas no Portal Dia de Campo (www.portaldiadecampo.com.br

O Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) divulgou uma lista de recomendações para os produtores paranaenses, mas que pode servir de exemplos para muitos outros produtores da Região Sul, inclusive Mato Grosso do Sul. As medidas a serem adotadas estão divididas entre curto, médio e longo prazo. Entre as indicações imediatas, estão: fazer controle rigoroso de plantas invasoras que competem por água com a cultura, fazer a semeadura somente após chuvas suficientes para suprir a deficiência de água no solo, lembrando que se o solo estiver seco são necessários de 30 a 40 milímetros de água para garantir a emergência da planta, e fazer a semeadura escalonada, sempre obedecendo o período determinado pelo zoneamento agrícola. Também estão entre as recomendações de curto prazo realizar a adubação recomendada conforme a análise do solo, de preferência aplicando adubo em maior profundidade, seguir a indicação tecnológica para o tratamento de sementes, construir ou aumentar depósitos de águas como açudes e não queimar os restos culturais em hipótese alguma.

"O La Niña pode afetar a produtividade pelo risco de deficiência hídrica. Se ocorrer na época de floração e enchimento de grãos, que é a época que a cultura mais demanda água, a produtividade pode cair. É importante sempre cuidar das fontes de água como os rios e minas, recompor a mata ciliar, evitar o assoreamento destas áreas e tentar manter o nível mesmo em épocas de diminuição de chuvas. Nós recomendamos o terraceamento não só para evitar a erosão como também para manter essa água na propriedade, porque ela vai se infiltrar e abastecer os lençóis freáticos da área, que servem de reserva para as culturas em período de estresse. É importante fazer o Plantio Direto porque ele mantém a palhada na superfície do solo levando mais umidade à planta", alerta o pesquisador Wiliam da Silva Ricce, do Iapar.

Leia Também