Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

segurança

Comissão especial conclui trabalhos até fevereiro

4 JAN 14 - 00h:00Agência Senado

A comissão especial temporária responsável por analisar matérias em tramitação no Senado que tratam de segurança pública terá até 9 de fevereiro para a conclusão de parecer sobre 44 propostas. Instalada em outubro, a comissão, presidida pelo senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), tinha inicialmente 90 dias de prazo, mas foi necessário prorrogar os trabalhos em função do fim da sessão legislativa, em 22 de dezembro.

O relator, senador Pedro Taques (PDT-MT), disse esperar vontade política para aprovar as propostas que vierem a ser formuladas pela comissão.

A Comissão Temporária de Segurança Pública já realizou 11 reuniões. O financiamento e a unificação das polícias civil e militar; o controle rígido das armas; a atenção ao cidadão e à vítima; a vigilância privada; e a Defesa Civil foram temas debatidos nas audiências públicas que reuniram autoridades e especialistas na área.

Também integram a comissão especial os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Eduardo Braga (PMDB-AM), Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), Armando Monteiro (PTB-PE), Eunício Oliveira (PMDB-CE), Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), Sérgio Souza (PMDB-PR), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PRIVATIZAÇÃO

Meta do governo é fazer de 40 a 44 licitações em 2020, diz ministro

VAZIO DE PODER

Senadora da oposição declara-se presidente da Bolívia

Simone diz que presidente do Senado se comprometeu a pautar 2ª instância após CCJ
RESPOSTA AO SUPREMO

Simone diz que Alcolumbre se comprometeu a pautar 2ª instância após CCJ

Integrante de quadrilha que movimentou milhões em cocaína é condenado
OPERAÇÃO NEVADA

Integrante de quadrilha que movimentou milhões em cocaína é condenado

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião