segunda, 23 de julho de 2018

IBGE

Comércio abriga empresas que mais cresceram no Estado

27 OUT 2010Por DA ASSESSORIA14h:43

O comércio é o setor econômico de Mato Grosso do Sul onde está a maior parte das empresas de alto crescimento, pelo menos é o que indica o estudo Demografia das Empresas Divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) nesta quarta-feira.

“Vivemos uma mudança de paradigma, estamos em pleno processo de crescimento econômico, as empresas estão fazendo análises mais minuciosas do mercado e da viabilidade de instalação antes de abrirem as portas e portando se tornando mais sólidas”, avalia o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul (Fecomércio/MS), Edison Araújo.

São consideradas empresas de alto crescimento aquelas que têm aumento médio do pessoal ocupado assalariado superior a 20% ao ano, por um período de três anos e têm pelo menos 10 pessoas assalariadas no ano inicial de observação. Dentre essas, as que tinham até cinco anos de idade no ano inicial da análise (2005) são chamadas “gazelas”. As empresas foram analisadas para o período 2005-2008.

Em Mato Grosso do Sul foram identificadas 754 empresas de alto crescimento. Destas 275 no setor de comércio (compreendendo reparação de veículos automotores e motocicletas), que juntas empregavam 8.542 assalariados, de um total de 91.524 no setor.

Significa que 9,3% da força de trabalho do comércio de Mato Grosso do Sul estão nas empresas de alto crescimento, que representam menos de 1% do total de 28.008 empresas. Outro dado importante é que no comércio, 36% das empresas de alto crescimento são “gazelas”.

O assessor econômico da Fecomércio MS, Thales de Souza Campos, observa que dois terços do PIB (Produto Interno Bruto) estadual estão no setor terciário. “Qualquer análise grupal vai mostrar que a maior parte das empresas estão nos setores de comércio de bens, serviços e turismo”.

Por outro lado, o fato de as empresas jovens aparecerem em grande quantidade entre as de alto crescimento é uma demonstração de mudança de paradigma. “Mostra um processo de estabilização do comércio e também que as empresas estão buscando ajuda de instituições nas análises de viabilidade, o que é fundamental para credibilidade e durabilidade”.
 

Leia Também