Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 17 de fevereiro de 2019 - 12h59min

Comercialização de gás natural cresce 387% em 4 anos

11 SET 10 - 09h:14
ADRIANA MOLINA E EDIVALDO BITENCOURT

Em quatro anos, o consumo de gás natural cresceu 387,8% em Mato Grosso do Sul. A previsão é de que a ativação de três grandes indústrias em Três Lagoas, até 2013, deverá elevar em 1.118% a quantidade de gás comercializado pela MS Gás por dia em Mato Grosso do Sul, dos atuais 200 mil para 2,436 milhões de metros cúbicos por dia.
A aquisição de gás pelos empreendimentos elevou em 169,2% a arrecadação estadual com o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de R$ 1,3 milhão em 2006 para, segundo estimativa, R$ 3,5 milhões neste ano. No ano passado foram R$ 2,8 milhões. Daqui a três anos, a MS Gás prevê que o recolhimento em ICMS aos cofres estaduais será de aproximadamente R$ 35 milhões, 10 vezes superior ao valor de 2010.

Fertilizantes
Em 2006, o consumo médio diário de gás natural era de 41 mil metros cúbicos por dia. Neste ano, o montante chega a 200 mil metros cúbicos ao dia. Segundo o presidente da MS Gás, Matias Gonsales, a industrialização acelerada nos últimos anos contribuiu com o aumento expressivo na venda de gás natural.
Somente a Fibria, em Três Lagoas, que consome 140 mil metros cúbicos/dia, responde por 70% do gás comercializado pela empresa. “A indústria é uma grande consumidora, e tem optado pelo gás natural por ele ser em torno de 15% mais barato em relação a outros combustíveis e ainda pelo fato de ele ser limpo, ecologicamente correto”, explica.
Outros setores, como o comercial (restaurantes) e o residencial (prédios), também registraram crescimento expressivo entre 2006 e 2010 pelos mesmos motivos.

2013
Nos próximos três anos, com a chegada de três grandes empreendimentos, o consumo terá aumento ainda maior. Somente a fábrica de fertilizantes da Petrobras, que terá investimento de R$ 4 bilhões, vai comprar 2 milhões de metros cúbicos/dia de gás. A fábrica de celulose Eldorado irá adquirir mais 180 mil metros cúbicos e a Siderúrgica Três Lagoas (Sitrel), mais 56 mil metros cúbicos.
Com isso, a arrecadação de ICMS deverá crescer 1.500%, saindo de R$ 2,8 milhões ao ano para R$ 35 milhões. E para poder atender à demanda, a MS Gás já começou a ampliação da rede de dutos. Hoje são 78 quilômetros de tubulação em Três Lagoas. Para atender à demanda das novas indústrias, serão construídos mais 83 quilômetros de ramais até 2013.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS

Após três quedas seguidas, gasolina volta a subir em Campo Grande

Etanol apresentou redução e diesel ficou estável, segundo ANP
Candidatos chegam mais cedo por preocupação com mudança no horário
CONCURSO PÚBLICO

Candidatos chegam mais cedo por preocupação com horário

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA REGIONAL

Em janeiro, 490 empresas foram abertas em Mato Grosso do Sul

Em MS, 12 escolas estaduais oferecerão aulas em tempo integral
ENSINO MÉDIO

Em MS, 12 escolas oferecerão aulas em tempo integral

Mais Lidas