Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

FUTEBOL FEMININO

Comercial enfrenta Francana na estreia da Copa do Brasil

26 AGO 10 - 21h:08
JAKSON PEREIRA

O Esporte Clube Comercial estreia na tarde de hoje na Copa do Brasil de futebol feminino contra o time de Francana (SP). O confronto está marcado para as 16h, no Estádio Morenão, em Campo Grande.
O time campo-grandense teve pouco tempo para a preparação (dez dias), mas o técnico Cocada acredita que isso poderá ser superado com muita conversa. “Foi mais um trabalho de orientação. Em pouco tempo não pudemos trabalhar o que queríamos, mas não quer dizer que isso vai nos prejudicar. O tempo que tivemos foi importante para apresentar nossa filosofia de trabalho e apenas a parte física ainda temos que aprimorar um pouco. Estou otimista e vamos aproveitar o fato de jogarmos em casa para garantir a vitória”, disse o treinador.
Pelo regulamento da competição, nesta primeira fase da Copa do Brasil, o time visitante que vencer por mais de três gols de diferença, elimina o confronto de volta.

Francana
O adversário do Comercial vem a Campo Grande empolgado pela classificação às quartas de final do Campeonato Paulista. No último domingo, a equipe derrotou o Paulista por 4 a 0 e selou a classificação em terceiro lugar no grupo 1.
O jogo na Capital servirá como preparação para a equipe, já que no sábado, às 9h (MS), enfrentará a Ferroviária de Araraquara, abrindo a segunda fase da competição paulista.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Vereadores devem votar PL dos professores
REVISÃO SALARIAL

Vereadores devem votar PL dos professores

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada
ALGODÃO EM ALTA

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS
1º SEMESTRE

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS

Tebet diz que 60 dias é mais confortável para votar Previdência
SENADO

Dois meses é mais confortável para votar reforma, diz Tebet

Mais Lidas