Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

domingo, 24 de fevereiro de 2019 - 02h20min

ESTADUAL

Comercial aposta em atletas experientes na briga pelo título

22 JAN 10 - 08h:27ARLINDO FLORENTINO
Acompan hando a tendência nacional, o Comercial aposta na presença de jogadores experientes em seu elenco na briga pelo título do Campeonato Estadual. O clube também não se esquece de dar oportunidades para os atletas formados na base e, com essa mistura, prepara-se para o início da temporada. Os atacantes Tainha, com 37 anos, e Marco Antônio, com 33, são os mais experientes, enquanto o volante Marcos Paulo, de 17 anos, que disputou recentemente a Copa São Paulo, é o mais novo do elenco. Segundo o técnico Amarildo Carvalho, no futebol atual é praticamente obrigatório ter jogadores com mais experiência no elenco, tanto para orientar os mais jovens quanto para ser um porta-voz da comissão técnica dentro de campo. O treinador afirmou ainda que o sucesso de jogadores como Petkovic, no Flamengo; Giovanni, no Santos; Roberto Carlos, no Corinthians; Viola, no Brusque de Santa Catarina, e muitos outros, motiva os “veteranos” comercialinos. “Está sendo muito bom esses jogadores mais experientes estarem mostrando bom futebol nos grandes clubes, assim os nossos ficam mais motivados e já estamos sentindo isso”, afirmou. Amarildo adiantou que Tainha é um dos mais aplicados nos treinamentos e com isso, leva junto os mais jovens. “É tudo uma reação natural. O Tainha está motivado pelo sucesso de outros jogadores em sua faixa etária e os mais jovens aqui do Comercial não querem ficar atrás dele nos treinos e, com isso, todo o grupo ganha”, afirmou. Tainha foi artilheiro do Campeonato Estadual em duas oportunidades, em 1996, com oito gols, e em 2001, com 17. Em ambas, defendia o Comercial. Por seu turno, Marco Antônio liderou a artilharia de Mato Grosso do Sul em três ocasiões: 1994, com 15 gols jogando no Operário; 2000, marcando 10 gols pelo Ponta Porã, e em 2004, novamente no Operário, com 15 gols.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Promotoria abre inquérito após shopping de SP pedir autorização para apreender meninos de rua

BRASIL

Chanceler diz que ação na Venezuela não tem caráter intervencionista

Mãos que falam:
LUIS PEDRO SCALISE

Mãos que falam: "Em tempos de Dieta"

VENEZUELA

Maduro discursa para apoiadores e critica ajuda humanitária

Mais Lidas