segunda, 16 de julho de 2018

AINDA SEM MULTAS

Começam testes com radar móvel na Capital

16 DEZ 2010Por VIVIANNE NUNES E EVELIN ARAUJO15h:40

O radar móvel, que auxiliará a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e a Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito (Ciptran) a fiscalizar os abusos de velocidade já está em testes na Capital. Nesta tarde, agentes da Agetran e policiais da Ciptran, mais o técnico responsável pelo aparelho, fizeram testes na Via Morena, ao lado do Parque de Exposições Laucídio Coelho.

Chefe de fiscalização de trânsito da Agetran, Éder Vera Cruz da Silva alerta que é preciso fazer um teste de um mês no aparelho. “Após esse teste, que não implicará em multas ainda, o radar vai passar por inspeção do Inmetro e por todas as questões burocráticas para que os dois aparelhos comprados comecem a multar efetivamente”, diz o chefe de fiscalização.

Ao realizar as barreiras, placas sinalizando a presença do aparelho serão colocadas na avenida. Éder lembra que as únicas ruas que receberão esse tipo de blitze com radar são as que já têm alertas de limite de velocidade. “Ninguém será prejudicado porque as vias já têm essa limitação. Vamos apenas utilizar o aparelho para fiscalizar”.

O “Multa Radar C” - nome do aparelho - funciona segundo o princípio Dopller. Um sinal de radar é emitido pela antena acoplada ao aparelho, formando um feixe de leitura. Dependendo de sua posição, pode detectar carros que estejam acima da velocidade permitida na via, a cerca de 60 metros de distância. Éder diz que os motociclistas, por vezes, conseguem se desvencilhar de outros tipos de equipamentos instalados na Capital. “Esse radar tem a capacidade de flagrar de três a quatro faixas de rolamento de via, o que impossibilita o motoqueiro de fugir do flagrante de infração”.

Com a aquisição de dois aparelhos, não resistentes à chuva, a Agetran e Ciptran pretendem atuar com duas equipes compostas por um representante de cada, mais o técnico responsável. A partir de fevereiro de 2011 os agentes acreditam que o aparelho já esteja habilitado a aplicar as multas.

Leia Também