Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

REABERTO

Começa hoje prazo de inscrição para concurso da Sefaz

Começa hoje prazo de inscrição para concurso da Sefaz
24/02/2014 09:24 - VÂNYA SANTOS


Depois de o governador André Puccinelli determinar a suspensão das provas do concurso para Fiscal de Rendas e Agente Tributário Estadual da Secretaria de Estado de Fazenda, ao tomar conhecimento da existência de parentesco de um dos elaboradores das provas com um candidato, a Secretaria de Estado de Administração publicou edital, reabrindo a concorrência pública.

Consta no edital 12/2014, que reabre as inscrições para o concurso público da Secretaria de Estado de Fazenda, que as inscrições podem ser feitas pela internet a partir hoje (24) de fevereiro até 17 de março, por meio do endereço: www.concurso.ms.gov.br.

Conforme a publicação, a reabertura do edital garante a legalidade, a impessoalidade, a moralidade, a publicidade e a eficiência, propiciando igual oportunidade a todos os candidatos para melhor atendimento do interesse público.

Prova
O Concurso Público de Provas visa recrutar candidatos para o provimento dos cargos de Fiscal de Rendas e de Agente Tributário Estadual da Carreira Tributação, Arrecadação e Fiscalização. A taxa de inscrição será de R$ 145,92 podendo ser paga nas agências bancárias e nas Casas Lotéricas.

Os candidatos relacionados nos editais nº 5/2013 – SAD/Sefaz, de 10 de dezembro de 2013 e nº 6/2013 – SAD/Sefaz, 7 de janeiro de 2014 permanecem com as suas inscrições inalteradas. Mais informações sobre inscrições e prazos no edital publicado na página 5 do Diário Oficial desta sexta-feira. (clique aqui para acessar).

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.