Quarta, 13 de Dezembro de 2017

Libertadores

Com um a menos, Flamengo perde para León

12 FEV 2014Por Terra23h:04

O Flamengo fez na noite desta quarta-feira sua estreia na Copa Libertadores de 2014. O primeiro jogo dos comandados de Jayme de Almeida, entretanto, não foi dos mais positivos. Atuando com dez desde os primeiros minutos por conta da expulsão de Amaral, a equipe carioca foi derrotada pelo León no México por 2 a 1.

Apesar da diferença numérica, o Fla conseguiu criar boas chances de jogo, mas não foi capaz de virar no placar. Mauro Boselli e Franco Arizala marcaram os gols da equipe mexicana, enquanto Cáceres descontou para os cariocas. O estrago só não foi maior porque Felipe defendeu pênalti de cavadinha cobrado por Boselli.

Na próxima rodada, o Flamengo busca a reabilitação no Grupo 7 em partida contra o Emelec, que está marcada para o dia 26, no Maracanã. O León, por sua vez, vai visitar o Bolívar na próxima semana.

O jogo já começou complicado para o Flamengo. Logo aos 12min, Amaral se enfiou em dividida com Montes e acertou um pontapé no adversário. O árbitro colombiano José Hernando Buitrago não teve dúvidas: expulsão para o volante rubro-negro. O juiz também mostrou certeza em um lance polêmico, quando, aos 30min, viu pênalti de Hernane em González. Boselli foi para a cobrança e inaugurou o placar.

Mesmo com um a menos, o Flamengo buscou ir ao ataque e conseguiu o empate ainda antes do intervalo. Aos 42min, Elano alçou bola na área e Cáceres desviou para o fundo das redes. O lance foi confuso, já que foi possível ouvir um apito durante a jogada, mas a arbitragem validou o gol.

O segundo tempo conseguiu ser mais complicado para o time carioca. Aos 14min, Arizala foi atropelado por André Santos na área e o juiz deu novo pênalti. Desta vez, entretanto, a bola não entrou. Boselli foi para a cobrança, tentou dar de cavadinha e viu Felipe defender.

O Flamengo teve chances de virar no placar, mas foi punido com mais um gol. Aos 22min, Arizala aproveitou espaço em cobrança de escanteio e empurrou para o fundo da meta rubro-negra. O placar só não foi mais dilatado porque Felipe teve atuação importante.

Leia Também