Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 13 de novembro de 2018

mais cobrança

Com titulares, Santos só empata com Coritiba

24 JUN 2012Por TERRA19h:30

Eliminado da Copa Libertadores da América na quarta-feira pelo Corinthians, o Santos voltou a entrar em campo neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. E mesmo jogando quase completo na Vila Belmiro diante da torcida, o time de Muricy Ramalho decepcionou: abriu vantagem duas vezes, cedeu o empate por 2 a 2 ao Coritiba e ampliou a cobrança por bons resultados no ano em que comemora o centenário.

Desfalcado apenas de Paulo Henrique Ganso, poupado para aprimorar a condição física, o Santos dependeu excessivamente da bola aérea. Elano, que não vive seu melhor momento, cruzou nas duas vezes em que o time marcou seus gols, mas oscilou ao longo da partida. O Coritiba, finalista da Copa do Brasil, também teve boa parte de sua força máxima em campo, e conseguiu reagir graças à velocidade do meia Rafinha.

Com seu quarto empate em seis rodada, o Santos segue sem vencer no Campeonato Brasileiro e termina o fim de semana com quatro pontos, na 18ª colocação. O Coritiba, por sua vez, chega a sete pontos, e se não está na zona de rebaixamento como o adversário deste domingo, está apenas no meio da tabela de classificação.

Mesmo jogando fora de casa, foi o Coritiba quem conseguiu chegar primeiro com perigo: logo aos 4min do primeiro tempo, Éverton Ribeiro cruzou e Éverton Costa pegou de primeira, tirando tinta do travessão. A resposta, porém, veio no minuto seguinte: Neymar fez ótimo lançamento para Elano, mas o meia mandou por cima do gol e perdeu boa chance.

Elano tinha um dia ruim, com repetidas chances desperdiçadas. No entanto, foi graças a ele que o Santos abriu o placar aos 31min de jogo: após cruzamento preciso do meia pela direita, Edu Dracena apareceu atrás da zaga paranaense e cabeceou com precisão, fazendo 1 a 0.

Aos 35min, o mesmo Elano tentou levantar bola na área e mandou muito por cima.
O Coritiba, diante da apatia rival, não demorou a empatar o duelo no segundo tempo. Logo aos 4min, após erro de passe na saída de bola santista, Éverton Ribeiro avançou e acionou Rafinha, que teve apenas o trabalho de bater para o gol de Rafael e empatar. Mesmo assim, o time paranaense não aproveitou o momento e viu o Santos seguir superior na bola aérea.

Foi assim que o time de Muricy Ramalho quase fez o segundo aos 14min, em cruzamento pela direita que Alan Kardec desviou com um pé alto - Vanderlei se esticou e defendeu. Com a bola no chão, aos 16min, Elano fez bonita ginga de corpo pela esquerda, mas bateu fraco demais e mais uma vez permitiu que o goleiro do Coritiba evitasse.

Mas aí, mais uma vez, a bola aérea de Elano levou o Santos ao gol: aos 26min, o meia cruzou a bola pela esquerda, Alan Kardec desviou de cabeça e Neymar esticou o pé para tirar de Vanderlei e balançar as redes. Era o primeiro gol do camisa 11 no Campeonato Brasileiro.

Seria também a festa do Santos, mas o Coritiba conseguiu buscar o empate de novo três minutos depois. Rafinha recebeu na área, invadiu a área pela direita e foi derrubado na área pelo lateral Maranhão - pênalti, que Lincoln bateu no meio do gol e fez. O Santos ainda teve grande chance aos 39min, em cabeçada à queima-roupa de Neymar, mas foi o Coritiba quem reclamou no fim: aos 41min, Robinho cruzou pela direita e Pereira cabeceou para o gol, mas a arbitragem marcou impedimento.

Terminada a partida, o Santos busca agora a reação no Campeonato Brasileiro - o time volta a entrar em campo apenas em 1º de julho, quando visita a Portuguesa no Estádio do Canindé pela sétima rodada. No mesmo dia, o Coritiba enfrenta o Sport no Estádio Couto Pereira, antes de voltar suas atenções para o Palmeiras nas finais da Copa do Brasil.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também