Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MATO GROSSO DO SUL

Com tempo seco, população deve ficar atenta aos riscos de incêndio

Com tempo seco, população deve ficar atenta aos riscos de incêndio
25/07/2012 15:10 - Gabriel Maymone


Com a umidade relativa do ar em torno de 30% em Mato Grosso do Sul, o risco para o aumento de focos de incêndio é grande, alerta o Corpo de Bombeiros. “Esse tempo seco é propício a incêndios. A população deve ficar em alerta”, orienta o coordenador do Centro de Proteção Ambiental dos bombeiros, tenente-coronel Francimar Vieira.

Neste ano o Corpo de Bombeiros, somente em Campo Grande, atendeu mais de 200 ocorrências de incêndio, sendo que só na primeira semana de julho foram registradas 36, quase equivalente ao mês inteiro de junho, que teve 42 atendimentos relacionados a incêndio.

O militar ressalta a importância de ter cuidados até com hábitos corriqueiros. “Deve ter muito cuidado até com as bitucas de cigarro que se joga na rua. Já para os produtores rurais a dica é estar sempre atento à propriedade e fazer vistorias nos campos constantemente”, orienta o coordenador.

Quem for flagrado ateando fogo poderá receber uma multa que varia de R$ 1,3 mil a R$ 5,2 mil reais. Além do valor financeiro, a saúde fica em risco. “A pessoa, antes de atear fogo em um terreno baldio, deve se conscientizar que além da multa altíssima deve-se levar em conta os malefícios que a queimada traz à saúde e, uma atitude tão simples, pode trazer conseqüência irreversíveis”, explica o coronel. 

Felpuda


Nos bastidores poderosos, comentários são de que dois pretensos pré-candidatos estão deixando em polvorosa quem tinha quase certeza de que tudo estava em total “céu de brigadeiro”. Assim, enquanto ambos se movimentam aqui e acolá, o lado de lá está pensando no que fazer para evitar futuro confronto. Vale ressaltar que a dupla tem experiência que só no campo de guerra das eleições – e o desempenho não ficou a desejar.