Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

futebol

Com gol olímpico de Roberto Carlos, Corinthians vence a Portuguesa

16 JAN 2011Por folha online17h:48

Na estreia de Ronaldo como capitão e com gol olímpico de Roberto Carlos, o Corinthians venceu a Portuguesa, no Pacaembu, por 2 a 0. Os gols foram marcados antes dos 20 minutos do primeiro tempo e depois o time de Tite administrou a partida.

O treinador corintiano mandou a campo a equipe no 4-4-2, devido ao desfalque de Jorge Henrique. O atacante havia treinado na sexta-feira, mas foi poupado em virtude de uma contusão na coxa esquerda.

Além de Jorge Henrique, Tite não contou com o lateral direito Alessandro --que começou a treinar fisicamente na semana passada após se recuperar de uma catapora.

Com isso, Moacir, que foi muito criticado em 2010, ganhou uma chance na direita, enquanto Paulinho entrou no meio de campo. O setor, que perdeu Elias --se transferiu para o Atlético de Madri-, teve ainda Ralf, Jucilei e Bruno César.

Na defesa, a novidade foi Leandro Castan, que assumiu o posto deixado por William, que se aposentou no final da temporada de 2010.

Além dos desfalques, Tite pôde contar apenas com um dos reforços contratados para a temporada. O zagueiro Wallace, que veio do Vitória (BA), ficou no banco de reservas. Os outros três contratados, o meia Luiz Ramires, o atacante William e o lateral esquerdo Fábio Santos, sequer foram apresentados à torcida.

Pela Portuguesa, o técnico Sérgio Guedes deixou Domingos, ex-santos, no banco e escalou a dupla Dodô e Heverton, ex-Corinthians, no ataque.

O JOGO

O primeiro tempo começou com as equipes ttrocandopasses no meio de campo e com poucos chutes a gol. Mesmo nesse clima, o Corinthians abriu no placar.

Após passe de Roberto Carlos para Bruno Cesár, o meia dominou de costas para o gol dentro da grande área e rolou para Paulinho. O volante, que ocupa o papel de Elias no jogo, chutou forte de direita, sem chances para o goleiro Wéverton.

Em desvantagem no placar, a Portuguesa pouco ameaçava o gol do Cortinhians, até que Roberto Carlos fez grande jogada individual, ganhou na corrida de Paulo Sérgio e cruzou para a defesa de Wéverton, que espalmou para escanteio. No lance, Paulinho havia saído de campo quando tentava antecipar o goleiro da Portuguesa.

Com Paulinho voltando ao gramado, Roberto Carlos percebeu que o goleiro da Portuguesa estava fora do gol e cobrou de três dedos, com efeito, para marcar o gol olímpico. Antes de entrar, a bola ainda passou no meio das pernas do volante corintiano.

Com o segundo gol, marcado aos 20 minutos do primeiro tempo, o Corinthians passou a administrar o jogo. De tanto trocar passes, Jucilei ainda deu sopa para o azar, ao escorregar e perder a bola para Ademir Sopa, que chutou para fora na saída de Julio Cesár.

No segundo tempo, o Corinthians administrou o jogo e a Portuguesa tentava descontar com bolas alçadas na área. O goleiro Julio Cesár ainda quase entregou um gol para a Portuguesa, ao ficar mais de seis segundos com a bola nas mãos dentro da grande área. Na cobrança da falta in direta, Dodô chutou sobre o gol.

Ronaldo, que iniciou o jogo desde o primeiro tempo, teve atuação discreta na partida. Sua única chance clara, foi no primeiro tempo. O atacante tabelou com Paulinho dentro da área, mas chutou fraco e a zaga desviou. No lance, os corintianos reclamaram pênalti.

Inoperante, o número 9 corintiano foi substítuido por Edno, ex-Portuguesa aos 30 minutos do segundo tempo. Dentinho saiu com dores musculares e foi substítuido por Danilo.

Morais, Edno, Marcelo Oliveira e Moradei retornaram de empréstimos da tempoarada passada e ficaram no banco de reservas contra a Portuguesa. Assim como Edno, Morais também teve chance no jogo e entrou no lugar de Bruno Cesár.

Na próxima partida do Corinthians, contra o Bragantino, na quarta-feira, Tite deverá repetir a formação sua equipe ideal, assim como contra o Noroeste, no próximo domingo.

Leia Também