Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

Campeonato Brasileiro

Com gol contra, Figueirense supera o Cruzeiro em casa

22 MAI 2011Por Terra16h:53

O reencontro do Figueirense com a Primeira Divisão não poderia ter sido melhor. Neste domingo, o Figueira derrotou o Cruzeiro, por 1 a 0, com gol contra de Marquinhos Paraná, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

No próximo sábado (28), o Figueirense terá o São Paulo como adversário, no Morumbi, às 21h. Já o Cruzeiro recebe o Palmeiras, no dia seguinte, às 16h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

Repleto de ex-jogadores que se passaram no futebol carioca: os volantes Ygor e Túlio, os apoiadores Maicon e Wellington Nem e o atacante Reinaldo, o Figueirense, de volta à Série A após dois anos, não se intimidou com o Cruzeiro, o atual campeão mineiro e tido como um dos melhores times do Brasil.

No entanto, a primeira chance foi cruzeirense. Logo aos três minutos, Roger cobrou falta da direita e quase surpreendeu o goleiro Wilson, que bem colocado fez a defesa. Dois minutos depois, nova oportunidade do Cruzeiro. Marquinhos Paraná lançou Thiago Ribeiro, que finalizou em cima de Wilson.

A partir daí, o time de Florianópolis equilibrou o jogo. O experiente Reinaldo, destino final das jogadas de ataque do Figueira, teve duas oportunidades, mas foi apenas na terceira que realmente levou perigo ao gol de Fábio. Aos 20 minutos, o camisa 9 recebeu na pequena área e finalizou, sem marcação, para a grande defesa de Fábio, justificando a sua recente convocação para a Seleção Brasileira. 

O Cruzeiro, errando passes em demasia, seguia permitindo que o time da casa tivesse liberdade para chegar ao ataque. Mas o Figueirense não aproveitou. Ora por erros de passes, ora por falta de tranquilidade na hora de finalizar. Com isso, o Cruzeiro voltou a criar. Mas não graças ao jogo coletivo e sim graças a iniciativa própria de alguns jogadores. Foi assim que Thiago Ribeiro e Gilberto quase venceram o goleiro Wilson. No primeiro lance, o camisa 11 arriscou cruzamento que acertou o travessão de Wilson. No segundo, o camisa 6, em jogada individual, finalizou de fora da área e Wilson, em dois tempos, fez a defesa.

Dois minutos do segundo e tempo e eis que o imponderável acontece. Após três cobranças de escanteio consecutivas, o Figueirense chegou ao seu gol. Mas não foi um gol convencional. Wellington Nem mandou a bola para a pequena área, Fábio afastou, mas a bola bateu na nuca de Marquinhos Paraná e morreu no fundo das redes. Gol contra e Figueira na frente.

Percebendo a pouca produtividade do Cruzeiro e tentando dar novo ânimo à Raposa, Cuca começou a trabalhar. Primeiro sacou Roger para a entrada de Dudu. Depois, foi a vez de Montillo sair para dar lugar a Ortigoza. No entanto, apesar da grande chance de Gilberto, foi o Figueirense, com mais espaços para atacar, que levou perigo ao gol de Fábio.

Aos 28, a melhor chance de gol do Figueira. Wellington Nem passou por dois marcadores antes de tocar para Reinaldo. O camisa 9 finalizou e a bola, caprichosamente, tocou na trave direita de Fábio, que dois minutos depois faria grande defesa em finalização de Héber.
Aos 36 minutos, Maicon teve a ''bola do jogo''.

O camisa 8 do Figueira recebeu, sem marcação, cara a cara com Fábio, mas após dominar a bola deixou a mesma escapar. Sorte de Maicon e do Figueirense que o gol desperdiçado não fez falta, já que a Raposa teve duas boas oportunidades de gol nos minutos finais com Ortigoza e Thiago Ribeiro.

Leia Também