CAMPEONATO BRASILEIRO

Com dois de Elano, Grêmio bate Atlético-GO

Com dois de Elano, Grêmio bate Atlético-GO
05/09/2012 23:05 - terra


O Grêmio contou com o apoiou do seu torcedor e a inspiração de Elano nesta quarta-feira para conquistar uma vitória importante na briga pelas primeiras posições. Aproveitando o tropeço do líder Atlético-MG, que empatou mais cedo sem gols com o Bahia, o time de Vanderlei Luxemburgo usou a força do Olímpico lotado e venceu o vice-lanterna Atlético-GO por 2 a 1, com dois gols de Elano, assumindo a vice liderança do Campeonato Brasileiro.

Diante de 46 mil pessoas no Olímpico - o público foi o maior do Brasileiro até agora o do ano no País, conquistado graças a uma promoção de ingressos da diretoria -, o Grêmio superou a ausência do seu ataque titular, já que Kleber estava suspenso e Marcelo Moreno com a seleção da Bolívia. Com isso, chegou aos 44 pontos e empatou com o Fluminense, que ainda joga na quinta-feira contra o Santos. O Atlético-MG agora está mais próximo, com 45 pontos.

Enquanto o Grêmio segue invicto há cinco jogos, o Atlético-GO vive situação bem diferente. Já há quatro jogos sem vencer e somando apenas três vitórias após 22 partidas disputadas, o time rubro-negro permanece com 16 pontos e pode terminar a rodada na lanterna.

Pela 23ª rodada do Brasileiro, o Grêmio vai ao Pacaembu para encarar o Corinthians, no sábado, às 21h (de Brasília). O Atlético-GO pega a Portuguesa, domingo, às 18h30, em casa, no Serra Dourada.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".