Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ALTA

Com colar cervical, Isis Valverde deixa hospital

Com colar cervical, Isis Valverde deixa hospital
01/02/2014 11:30 - FOLHA PRESS


A atriz Isis Valverde, 26, deixou o hospital Barra D'Or na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio, na manhã de hoje. Ela sofreu um acidente de carro na madrugada de sexta-feira, na Barra da Tijuca.

Isis fraturou uma vértebra da coluna cervical e vai usar um colar imobilizador pelos próximos dias.

Na saída do hospital, Isis estava acompanhada de seus pais, Rubens Valverde e Rosalba Nable, que vieram de Aiuruoca, no interior de Minas Gerais.

Acidente

O agente da atriz, Márcio Damasceno, informou à imprensa que uma prima de Isis, a mineira Mayara Nable, dirigia o carro no momento do acidente. A atriz estaria no banco do carona.

Havia ainda um segundo passageiro, o produtor de festas Gabriel Maciel, que estava sentado no assento traseiro do veículo -uma picape Range Rover azul que pertence a Isis.

A investigação sobre as causas do acidente estão a cargo da equipe da 16ª DP, na Barra. De acordo com informações da Polícia Civil do Rio, após o acidente, a motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro e acabou levada para a delegacia.

Ela prestou depoimento, depois foi ao hospital para checar seu estado de saúde e só então seguiu para o Instituto Médico Legal (IML), onde realizou o exame de embriaguez. O resultado foi negativo, segundo a Polícia Civil.

Isis será intimada para prestar depoimento sobre o episódio, assim como o produtor Gabriel Maciel.

A Polícia também solicitou imagens de câmeras de segurança na área onde ocorreu o acidente. 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?