Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 19 de novembro de 2018

vila belmiro

Com ataque estéril, Santos empata com Botafogo

18 JUL 2012Por TERRA20h:33

A ausência de Neymar, convocado para defender a Seleção Brasileira na Olimpíada de Londres, se mostra cada vez mais influente no fraco desempenho do Santos nos últimos jogos. Na noite desta quarta-feira, a equipe paulista ficou no empate sem gols com o Botafogo, na Vila Belmiro, e completou a segunda partida seguida sem balançar as redes adversárias. Além da igualdade, o torcedor pode lamentar o desfalque de Edu Dracena, que deixou o confronto válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro ainda na primeira etapa.

Convivendo com uma realidade nova, já que Neymar, Paulo Henrique Ganso e Rafael retornam ao time somente depois dos Jogos Olímpicos de Londres, o Santos segue longe da disputa pelas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro. O clube comandado por Muricy Ramalho chegou aos 10 pontos. O Botafogo, por outro lado, perdeu uma ótima chance de encostar nos líderes ao somar apenas um ponto e alcançar os 17.

Depois de encarar o Botafogo neste meio de semana, o Santos segue concentrado contra um rival carioca. No próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), o time de Muricy Ramalho encarará o Vasco, em São Januário. Em contrapartida, o alvinegro de General Severiano retorna ao Rio de Janeiro para enfrentar, no domingo, às 18h30, para encarar o Grêmio, em casa, no Estádio Olímpico João Havelange.

Ainda buscando um melhor entrosamento entre as novas peças do time titular, como Felipe Anderson e Miralles, o Santos enfrentou grandes dificuldades para conseguir controlar o ritmo da partida. Diante de um adversário bem organizado, especialmente no setor de meio-campo, o clube paulista pecou na criação ofensiva. Pior. Os cariocas rapidamente obtiveram o domínio da partida, em plena Vila Belmiro.

A primeira grande chance do jogo foi do Botafogo. Aos 35min, Fellype Gabriel arriscou de longe e carimbou o travessão. O Santos, por outro lado, respondeu três minutos depois, quando Miralles parou em Jefferson. A falta de criatividade santista refletiu nas arquibancadas. Visivelmente a torcida se mostrava insatisfeita.

Os pouco mais de sete mil pagantes que compareceram à Vila Belmiro testemunharam um confronto ainda mais morno na segunda etapa. Satisfeito com o resultado de igualdade, o Botafogo administrou o ritmo o quanto pôde. O Santos, por outro lado, buscou pressionar somente nos últimos minutos, apostando na inspiração individual de Victor Andrade. Pouco para o time da casa evitar o quarto empate como mandante no Campeonato Brasileiro da Série A.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também