Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

VEÍCULOS

Com alta dos combustíveis, veja dicas para reduzir consumo

9 ABR 2011Por INFOMONEY21h:09

Com os combustíveis cada vez mais caros nas bombas de todo o País, os motoristas podem economizar de outras formas, dirigindo de forma consciente e mantendo a manutenção do veículo sempre em dia.

Para o professor de engenharia mecânica automobilística da FEI (Faculdade de Engenharia Industrial), Edson Esteves, o motorista não tem o hábito de dirigir de forma econômica. “As pessoas andam acima do limite, aceleram mais do que o necessário. Isso é um dos principais fatores de consumo excessivo de combustível”, aponta.

O responsável pelo site Automóveldicas, Nelson Cunha Bastos, tem a mesma opinião. “Quando abre o semáforo, tem muito motorista que sai acelerando, sendo que o próximo semáforo ainda está fechado”, diz.

Segundo ele, a troca de marchas no tempo certo e a velocidade compatível com a via são fundamentais para um menor consumo de combustível. “Quanto mais você 'esticar' a marcha, maior a rotação do motor e, consequentemente, maior o gasto de combustível. Por isso, o ideal é andar com a marcha mais alta, dentro da rotação indicada para aquela velocidade”, afirma o profissional.

Cuidados com a manutenção
Segundo o professor da FEI, manter a manutenção do carro sempre em dia também é importante para garantir uma maior economia de combustível. “Uma maneira coerente de evitar gastos desnecessários é ter sempre o carro bem regulado, com pneus calibrados e em bom estado, além de rodas alinhadas e balanceadas. Com isso, a eficiência de rolagem é melhor e o gasto de combustível menor”, aponta.

O responsável pelo Altomóveldicas acrescenta. “Estar sempre com os filtros de ar, óleo e combustível em ordem representa economia, assim como a troca de óleo de maneira correta”, diz Bastos.

O professor da FEI explica o porquê: quando o óleo está muito usado, acaba aumentando o atrito dos componentes mecânicos do motor e aumentando o gasto de combustível”, diz.

Ar-condicionado
De acordo com os profissionais, o uso do ar-condicionado realmente aumenta o consumo de combustível do veículo. “O ar condicionado 'rouba' um pouco da potência dos motores pequenos e existe um consumo maior”, diz Esteves.

Mas, segundo Bastos, além do maior conforto proporcionado pelo opcional, os motoristas também estão preocupados com a segurança. “Além do conforto, o ar-condicionado é usado quase como um item de segurança para que os motoristas não tenham de ficar com as janelas abertas nas grandes cidades”, afirma.

Além disso, segundo ele, não adianta comprar um veículo com este opcional e não utilizar nunca. “Se você nunca utilizar, ele vai acabar quebrando, tendo alguma falha no sistema. É preciso usar pelo menos uma vez por semana”, aponta Bastos.

Ponto morto
Descer com o veículo em ponto-morto, ou seja, sem nenhuma marcha engatada é, em primeiro lugar, segundo os especialistas, um risco muito grande, já que a velocidade aumenta muito sem o "freio-motor". “E a economia que se tem fazendo isso é insignificante”, diz Esteves.

Além de representar um risco para a segurança, a “economia” no final pode sair mais cara. “Se você descer uma serra em ponto morto vai precisar usar muito mais o freio do carro e gastar muito mais a pastilha”, diz Nelson Cunha Bastos.

Peso do veículo
Outro ponto que também pode influenciar em um consumo maior ou menor é o peso do veículo. Por isso, recomenda-se que não leve objetos pesados sem necessidade dentro do carro.

“Até mesmo rodar com o tanque muito cheio pode influenciar no peso do carro. Então, não é preciso abastecer sempre, logo que o marcador de combustível diminuir um pouco”, afirma Bastos.
 

Leia Também