Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

Com ajuda do Brasil, África abre 1ª fábrica de remédios contra aids

22 JUL 2012Por TERRA01h:00

Moçambique será o primeiro país do continente africano a produzir medicamentos antirretrovirais genéricos contra a aids, graças à ajuda do Brasil, que ajudou a financiar. O vice-presidente, Michel Temer, esteve presente na inauguração da fábrica neste sábado.

A produção de comprimidos propriamente dita começará até o final do ano. As instalações, que já tinham sido visitadas pelo ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva em 2010, simbolizam "a excelente associação entre os povos brasileiro e moçambicano", afirmou Temer.

A ideia desta fábrica foi lançada em 2003 e o presidente Lula - um grande defensor da aproximação do Brasil com a África, para onde viajou em 12 oportunidades durante seus dois mandatos- havia prometido que o governo brasileiro estaria comprometido com sua construção durante uma visita à ex-colônia portuguesa em 2008.

O Brasil contribuiu com 23 milhões de dólares, aos quais se somaram 4,5 milhões de dólares da gigante da mineração Vale, que atua em Moçambique. O objetivo é reduzir a dependência de Moçambique em relação à comunidade internacional, que financia atualmente 80% da compra de medicamentos no país.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também