BASTIDORES

Com 'a corda no pescoço', Bernal pede votos a opositores na Câmara

Com 'a corda no pescoço', Bernal pede votos a opositores na Câmara
12/03/2014 19:30 - GABRIEL MAYMONE, TAVANE FERRARESI E JÉSSICA BENITEZ


Nos bastidores da sessão de julgamento de Alcides Bernal (PP), a votação é o principal assunto e tudo indica que a maioria está contra o prefeito. Para reverter a situação e não ter seu mandato cassado, Bernal está pedindo votos e prometendo “mundos e fundos” para os seus opositores na Câmara Municipal.

Ele chamou a vereadora Graziele Machado (PR) para conversar e teria implorado por seu apoio. Com o mesmo objetivo, falou com Juliana Zorzo (PSC). A base aliada do prefeito também continua em busca de votos.

Bernal conversou com Coringa (PSD) e fez questão de abraçá-lo em público. Outro que recebeu efusivo cumprimento foi o vereador Chocolate que, embora do PP, tornou-se adversário político do prefeito.

Um dos aliados, Paulo Pedra (PDT), declarou que apenas seis vereadores estão com Bernal. 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".