Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

PRODUÇÃO

Com 1,2 milhão de litros/dia setor leiteiro de MS quer expansão

24 ABR 2011Por rosana siqueira08h:00

Com produção de 1,2 milhão de litros por dia, o setor leiteiro de Mato Grosso do Sul ainda tem um longo caminho pela frente para elevar a produção. A atividade que reúne cerca 23 mil produtores no Estado necessita principalmente ampliar a produção de matéria-prima, que hoje sequer atende a demanda das 85 indústrias existentes. E mais somente um novo laticínio que está sendo construído em Terenos vai consumir nada menos que 600 mil litros/dia. 

O rebanho quase que eminentemente Nelore de MS e a falta de políticas específicas voltadas para a cadeia leiteira ajudam a formar este quadro da produção de leite estadual. Mas esta realidade parece estar mudando.

Um dos passos neste sentido, foi a criação, no ano passado do Conselho Conselho Paritário de Produtores e Indústrias de Leite em Mato Grosso do Sul (Conseleite). A iniciativa é uma ação conjunta das instituições do setor e faz parte do Plano de Desenvolvimento Institucional da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite. Com a implantação do Conselho é possível traçar um valor de referência do produto a partir de pesquisas de preço. Esse preço ninguém é obrigado a seguir, mas acaba se tornando uma referência.

O programa define as características do leite-padrão, em termos de qualidade e volume e, a partir dele, um leite de qualidade inferior (com deságio de 10%) e um leite de qualidade superior (com ágio de 15%). Segundo o presidente Edgar Rodrigues Pereira a implantação do Conseleite veio para fortalecer o setor lácteo de Mato Grosso do Sul, pois irá fornecer os fundamentos básicos para a implantação e a condução de um processo de autogestão do setor para a formação de preços da matéria-prima.

Veja a entrevista:

 

Leia Também