Quinta, 22 de Fevereiro de 2018

INVESTIGAÇÕES

CNJ revela que Estado tem 319 telefones grampeados

24 DEZ 2010Por NADYENKA CASTRO00h:00

Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) mostram que há, em Mato Grosso do Sul, 319 telefones "grampeados" com autorização da Justiça estadual em investigações criminais. É a menor quantidade entre os estados do Centro-Oeste e representa 1,59% do total do País. São estes monitoramentos que resultam em muitas prisões, como as 15 ocorridas na semana passada, por lavagem de dinheiro, feitas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

De acordo com o CNJ, 10 processos com interceptações telefônicas deram entrada este mês no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e 101 estão em andamento. Mato Grosso é o campeão da região e do País: 1363 linhas "grampeadas". Amazonas é o estado em que há menos telefones monitorados. Apenas dois.

Em Mato Grosso do Sul, agosto foi o mês em que mais havia escutas telefônicas: 402 em apenas 104 processos em andamento. No entanto, no mês seguinte, o número de intercepções caiu para 104, o menor do ano, em 74 procedimentos criminais.

Justiça Federal
No Brasil há 20007 telefones grampeados, sendo que apenas 3883 foram autorizadas pela Justiça Federal. São linhas que são utilizadas por pessoas investigadas pela Polícia Federal. Sob autorização do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, responsável por ações de Mato Grosso do Sul e São Paulo, estão grampeados 957 aparelhos, em 43 processos em andamento e também em 12 que começaram neste mês.

Leia Também