Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 17 de novembro de 2018

INVESTIGAÇÃO

CNJ apura transporte ilegal de ministros do STJ para casamento

22 JUL 2012Por TERRA10h:27

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) está investigando supostas ilegalidades no transporte de quatro ministros do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) para uma festa de casamento em Goiânia. O objetivo é apurar o envio de dez policiais federais para fazer a segurança dos ministros Antonio Herman Benjamin, Arnaldo Esteves Lima, João Otávio de Noronha e José de Castro Meira durante os dois dias de atividades do casamento do filho da ministra Laurita Hilário Vaz, em 9 de abril de 2011.

Policiais teriam escoltado as autoridades desde o aeroporto até o hotel onde se hospedaram, e do hotel até o local da festa. As informações são do jornal O Globo.

Segundo apuração do Ministério Público Federal (MPF), a ordem de enviar agentes para fazer o traslado teria partido do delegado da Polícia Federal Deuselino Valadares dos Santos, que foi preso na Operação Monte Carlo.

Ele estaria respondendo a um pedido direto do secretário deSegurança do STJ, José Ximenes de Albuquerque. Diante da "clara ocorrência de irregularidades da solicitação" de Albuquerque, o MPF encaminhou ofício à corregedoria do CNJ para tomar "providências que entender cabíveis". Não há informações sobre quem está sendo diretamente investigado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também