Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

CMN amplia limite de crédito para culturas de milho e sorgo

24 AGO 2012Por agência brasil07h:00

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou ontem (23) a ampliação, de R$ 500 mil para R$ 800 mil, no teto adicional para financiamento de custeio nas lavouras de milho e sorgo, disse o secretário adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, João Rabelo.

Ele declarou que o objetivo da medida é incentivar o plantio de milho, insumo básico para a produção de suínos e aves, e adicionalmente o CMN estendeu a autorização também para o custeio de sorgo. O incentivo à produção, de 69 milhões de toneladas na safra passada, ocorre em um momento de pressão inflacionária nos preços do milho, causada pela quebra de safra nos Estados Unidos.

O Brasil está longe, porém, de qualquer problema de abastecimento do produto, visto que o consumo doméstico gira em torno de 54 milhões de toneladas, o que permitiu ao país exportar 10 milhões de toneladas de milho no ano passado. O cenário de produção e consumo deve se repetir na safra 2012/2013, com perspectiva de ligeira elevação da colheita.

Atualmente, o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de milho, atrás dos Estados Unidos (313,9 milhões de toneladas na safra anterior) e da China (192,8 milhões de toneladas). A China deve manter o mesmo nível de produção neste ano agrícola, mas a seca no Meio-Oeste norte-americano provocará quebra significativa na safra dos EUA, com diminuição dos estoques mundiais de milho.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também