Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

clube dos 13

Clubes estão divididos sobre direitos do Brasileirão em 2012

12 MAR 2011Por 180 graus09h:38

O resultado da licitação dos direitos de transmissão em TV aberta do Campeonato Brasileiro para o triênio 2012-2014, vencida pela RedeTV! com uma proposta total de R$ 1,548 bilhão para o período, pouco alterou o panorama entre os membros do Clube dos 13. A entidade segue rachada em dois grupos.

Se ao menos onze clubes já haviam manifestado que negociariam diretamente com as emissoras, a novidade é que mais agremiações admitem seguir o mesmo caminho. Outro ponto é que alguns representantes põem em dúvida a validade da licitação, pois entendem que todos os vinte clubes que integram o C-13 têm de assinar o acordo. Por outro lado, há o grupo que defende o modelo de concorrência realizado.

Dez clubes já haviam avisado que negociarão fora do C-13: Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Santos e Vasco. Os quatro do Rio de Janeiro vão se manifestar novamente em breve, mas estão alinhados a conversarem com as emissoras interessadas.

Já o Goiás reafirmou que buscará o que for mais interessante para o clube, mesmo que isso signifique negociar à parte do C-13. Ainda que com ressalvas, Bahia, Inter e Sport agora admitem conversar diretamente com as empresas interessadas. Já Atlético-MG, Atlético-PR, Portuguesa e São Paulo seguem alinhados ao Clube dos 13 e à licitação realizada. O Guarani diz que analisará o cenário antes de emitir qualquer opinião, enquanto o Vitória ainda não se pronunciou oficialmente.

Além dos direitos em TV aberta licitados nesta sexta-feira, o Clube dos 13 abriu licitação também dos direitos para TV fechada, pay-per view, internet e celular. Os resultados de TV fechada e pay-per-view serão revelados no dia 23 de março. Os de internet e celular, no dia seguinte, 24 de março.

ATLÉTICO-MG Alexandre Kalil, presidente
Licitação: "É uma proposta boa e não temos como não aceitar. Até porque o Atlético-MG tem uma dívida enorme".

ATLÉTICO-PR Marcos Malucelli, presidente
Licitação: "A proposta não tem a anuência de todos os clubes, mas claro que tem valor, porque teve a licitação, foi tudo dentro das regras. Ela participou e venceu. O fato de a Record ter desistido enfraquece a licitação, assim como foi com a Globo. Em vez de três emissoras, foi só a Rede TV. Daí, com qualquer valor acima de R$ 500 milhões que ela oferecesse, ela venceria. Quem perde com isso são os clubes".
Negociação individual: "Como negociar se eles fazem parte do Clube dos 13? Não tem como negociar algo que a gente já negociou".

BAHIA Marcelo Guimarães Filho, presidente
Posicionamento: "Agora, mais do que nunca, é sentar à mesa para conversar, pois está claro que há divergências (entre os clubes). Tudo pode acontecer. A desistência da Record foi surpreendentemente negativa. Mas tivemos um desfecho bom com essa proposta da RedeTV, pois agora demos um passo inicial. O valor agradou, mas se tivéssemos as outras duas que desistiram (Globo e Record), talvez conseguíssemos um valor um pouco maior".
Negociação individual: "Estamos abertos a qualquer possibilidade, mas sempre aliado a tudo ao que a gente participou até agora. Se tiver que sentar e conversar individualmente, não vejo problema".
Posição dos clubes que negociam fora do C-13: "Não sei que problemas os clubes poderão ter, mas acho que os clubes estarão mais fracos para negociar".
Situação do C-13: "Não acho que (o racha) é irreversível, tudo pode acontecer. Se não tivesse um licitante, aí sim. Mas como teve a RedeTV, agora é sentar e conversar, pois já existe um número na mesa. Os clubes precisam explicar por que não querem esse valor".

BOTAFOGO Maurício Assumpção, presidente
Posicionamento: "O Botafogo não abre mão de negociar seus contratos com quem tenha conhecimento de causa no futebol. Se por um acaso o campeonato começa e a emissora não consegue cumprir o acordo? Para o campeonato no meio? Como eu fico com meus parceiros, com meus compromissos? Hoje existem mais de um milhão de assinantes no pay per view, que é a receita que mais cresce. O campeonato passando para outro grupo, essas assinaturas serão automaticamente transferidas? Claro que não, haverá uma defasagem. E de quanto tempo vai ser esse delay? Essas coisas precisam ser pensadas. Quando se fala que estamos perdendo dinheiro, não levam em conta essas coisas. São números fantasiosos".
Possibilidade de maiores ganhos: "Hoje, a diferença do bloco em que está o Botafogo para o primeiro bloco do Clube dos 13 é de aproximadamente 40%. Negociando sozinho, a gente consegue reduzir essa diferença. Temos pesquisas com dados suficientes para negociar. Posso dizer aonde estão meus torcedores no Brasil, o poder de compra, a faixa etária. Sabemos do potencial do nosso produto".
Em entrevista à ESPN Brasil

CORINTHIANS Andrés Sanches, presidente, via assessoria
Posicionamento: "O Corinthians não tem que se manifestar porque não faz mais parte do Clube dos 13".

CORITIBA Assessoria de imprensa
Posicionamento: Através da assessoria de imprensa, a diretoria do Coritiba disse que não vai comentar sobre a licitação do Clube dos 13 e que mantém a posição inicial de negociar em separado.

CRUZEIRO Valdir Barbosa, gerente de futebol
Posicionamento: "A posição do Cruzeiro permanece a mesma, que é de ouvir as propostas que ainda serão feitas de forma individual pela Record e pela Rede Globo. O presidente está viajando. Com a ressalva que nossa preferência é pela TV Globo, com a qual temos o nosso compromisso. O Cruzeiro vai ouvir as propostas e depois é que vai se pronunciar. Temos que avaliar as questões de forma global. TV a cabo, a internet, pay-per-view e telefonia. Não pode ser avaliada só a TV aberta. Não temos a cultura inglesa que negocia por pacotes. A gente acredita que o pacote será feito em sua totalidade. A visibilidade te proporciona dinheiro".
Licitação: "Não sabemos (quanto o Cruzeiro ganharia na licitação vencida pela RedeTV!), mas é mais ou menos proporcional ao que era ano passado. Mas não assinamos nada com a Rede TV. Vamos ouvir a Record e a TV Globo. É necessário que o presidente (do Cruzeiro) assine (o documento da licitação)".

FLAMENGO Assessoria de imprensa
Posicionamento: "A presidente Patrícia Amorim só se pronunciará após reunião dos quatro clubes do Rio, que acontecerá nos próximos dias".

FLUMINENSE Assessoria de imprensa
Posicionamento: "A posição do Fluminense é que, enquanto o clube está negociando, até para não prejudicar o andamento da negociação, o presidente não vai se pronunciar".

GOIÁS Hailé Pinheiro, presidente
Posicionamento: "Eu já imaginava que a Record não ia apresentar proposta. Ela não tem a experiência que tem a TV Globo, o retorno de mídia para um investimento tão alto. Seria bom que houvesse uma assembleia do Clube dos 13, para decidirmos que rumo vamos tomar, mas vai acabar sendo o de negociar individualmente. Nós, os menores, vamos sofrer as consequências. Os maiores ganham mais, e têm de ganhar mesmo, mas os menores vão ganhar ainda menos. O Goiás ainda não tem proposta de ninguém (TV). Se for chamado a negociar por alguma emissora, vou fazer a avaliação e levar ao Conselho".
Licitação: "Ao menos a gente já tem um valor definido, o de R$ 516 milhões por ano. Já é um parâmetro para se negociar, antes estava entre R$ 200 mi e R$ 1 bilhão".
Dissidência no C-13: "O Clube dos 13 fica enfraquecido. Em qualquer cisão, seja de partido, emprego, família, todo mundo enfraquece".

GRÊMIO Ricardo Vontobel, integrante do Conselho de Administração
Posicionamento: "O Grêmio tem um posicionamento bastante claro, inclusive anterior a isso. Nós tivemos uma reunião com a Rede Globo e decidimos que enviaríamos um documento para o Clube dos 13 expressando nossa opinião (de negociar individualmente). Temos um fato novo, mas acho que não muda nada. Pode mudar alguma perspectiva mais geral, mas, em relação ao posicionamento do Grêmio, acredito que não muda nada".

GUARANI Assessoria de imprensa
Posicionamento: "O presidente Leonel Almeida Martins de Oliveira ainda quer saber mais detalhes sobre o que foi acertado antes de se pronunciar".

INTER Luís Anápio Gomes, vice-presidente
Posicionamento: "Eu acabo de sair do Clube dos 13, onde representei o Internacional na reunião. Agora, nossa postura é analisar, é aguardar. Temos toda uma situação jurídica por trás. Temos que analisar inclusive isso, ver se é legalmente viável uma negociação em separado. Nós, claro, continuamos no Clube dos 13, mas se o caminho for mesmo uma negociação individual, me parece difícil fugirmos disso. O que penso, e essa é uma opinião particular minha, é que vai acabar prevalecendo uma situação intermediária, contemplando o interesse de todos. Sinto que não vai ser algo radical, nem só pelo Clube dos 13, nem só com a negociação individual. É preciso muita conversa ainda, mas acho que é possível chegar a um meio-termo".

PALMEIRAS Roberto Frizzo, vice-presidente de futebol
Posicionamento: "O presidente (Arnaldo Tirone) está fora (viajou para o Uruguai), então no começo da semana que vem nós vamos conversar sobre isso. Mas este assunto vai ser objeto de muita conversa, é um assunto que ainda está no início para ser deliberado de alguma forma. Vamos ponderar com tranquilidade".

PORTUGUESA Assessoria de imprensa
Posicionamento: "A Portuguesa está com o Clube dos 13. O presidente Manuel da Lupa faz parte da diretoria, tem ótimo relacionamento com o Fábio Koff e está com ele."

SANTOS Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente
Posicionamento: "O Santos mantém sua posição de negociar separadamente com as emissoras e de buscar seus interesses. A partir do momento em que duas emissoras não participaram da concorrência, a licitação perde o sentido".

SÃO PAULO Juvenal Juvêncio, presidente
Posicionamento: "Ainda há muitas incertezas, muitas interrogações (a respeito da licitação e da disposição de alguns clubes em negociar diretamente com emissoras). Tem muitos problemas jurídicos. Vamos aguardar a posição dos clubes".

SPORT Gustavo Dubeux, presidente
Negociação individual: "A função do Sport é associativa. Evidentemente eu quero o melhor para ele (clube), mas temos que respeitar a sociedade administrativa (Clube dos 13). Evidentemente que o Sport ouve, não está fechado a ouvir uma proposta das emissoras, mas entende que o melhor é uma negociação em grupo junto com o Clube dos 13. Fica complicado (negociar individualmente) porque um joga contra o outro. O ideal é que a maioria negocie com a mesma emissora para facilitar a transmissão dos jogos e a tabela".

VASCO Roberto Dinamite, presidente
Posicionamento: "Ainda não vi o comunicado, mas o importante que precisa ser entendido neste processo é que existe um interesse nosso em fazer o que for melhor para o futebol carioca e brasileiro. Não dá para ficar falando muito agora. O que for decidido por nós será decidido em conjunto (os quatro grandes do Rio)".

VITÓRIA
O clube não se pronunciou.

Leia Também