Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

américa-mg x inter

Clima de jogo no Morenão já era sentido desde o início do dia

5 JUN 2011Por ROBERTA CÁCERES18h:15

Fim da tarde deste domingo (5), faltando uma hora para o começo do jogo entre América (MG) e Internacional (RS), a reportagem do Correio do Estado esteve no Morenão e confirmou a nítida presença dos torcedores colorados, que são maioria.

O vendedor de bandeiras, Izac Nascimento, de 61 anos, comenta a venda de suas mercadorias e destaca a ausência de torcedores do América. “Nem sinal do torcedor do América, até agora ninguém nem se quer perguntou se tenho bandeira do América para vender”.

Ao redor do local do jogo se encontram diferentes tipos de acessórios para o jogo: camisas, bandeiras, vendedores de espetinhos de carne, salgados e bebidas. Os ingressos estavam sendo vendidos pelos cambistas na faixa de R$ 30 inteira e R$ 15 meia entrada. Espetinhos e bebidas são encontrados na média de R$3.

Entre os torcedores do time do Internacional estão presentes autoridades de Campo Grande, além de muitos grupos de jovens e famílias que se reuniram para assistir o jogo.

A família de Ronaldo e Elais Melani, que são do interior do Rio Grande do Sul, e moram em Mato Grosso do Sul desde 1984, aproveitou a oportunidade para prestigiar o “time do coração”. "Somos torcedores fanáticos, sempre que tem jogo acompanhamos, mesmo que só pela televisão", comenta Ronaldo.

Para a segurança dos jogadores e torcedores está presente a Polícia Militar (PM), Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (Ciptran), Agência Municipal de Trânsito (Agetran), Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações especiais (Cigcoe) – Operações com cães e seguranças do local.

O público estimado para o jogo é de 10 a 15 mil pessoas, segundo informações do Agente Lopes, chefe de serviço da Agetran. O tráfego de carros está organizado, até o momento nenhuma rua foi interditada.  

Leia Também