Segunda, 11 de Dezembro de 2017

CAPITAL MERCANTIL

Clientes ainda esperam decisão judicial

17 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Os centenas de investidores prejudicados pela Capital Mercantil e Factoring seguem na expectativa das decisões judiciais após dois anos da quebra da empresa, situada em São Gabriel do Oeste, a 141 quilômetros de Campo Grande. São 329 processos tramitando na Justiça de Mato Grosso do Sul, com valor de até R$ 1,13 milhão. A demora é justificada pelo elevado número de ações em tramitação. Estima-se que o rombo alcance, no total, R$ 60 milhões. A reportagem está na edição desta sexta-feira (17) do jornal Correio do Estado.

A Capital Mercantil atuou em São Gabriel do Oeste de 2005 a 2011 e deixou aproximadamente 600 pessoas em prejuízos expressivos. Alvo de investigação da Polícia Federal (Operação Pirita), a suposta empresa de fomento mercantil, continua engrossando o volume de processos de cinco comarcas do Estado (Campo Grande, Camapuã, Coxim, Rio Verde e São Gabriel do Oeste), conforme o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS).

São 329 ações que têm como parte a empresa (134) ou o proprietário dela, João Batista Medeiros (195). A maior quantia dos processos tramita no município de São Gabriel do Oeste: são 106 contra a Capital Mercantil e 161 contra João Batista. A reportagem é de Osvaldo Júnior.

Leia Também