Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 19 de outubro de 2018

Clássico da literatura infantil no teatro

12 MAR 2010Por 00h:48
Estreia neste sábado, às 16h, o espetáculo infantil carioca “Os três porquinhos ou confissões de um menino levado”, no Teatro Aracy Balabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo. No espetáculo, o ator Marcelo Dusi manipula bonecos para contar a história de Inácio, que em diversos momentos se mistura com a história dos três porquinhos. O trabalho usa o humor para falar de questões do cotidiano das crianças e oferecer orientações sobre como se portar diante de um número tão grande de dúvidas e informações, sublinhado valores e acrescentando algo na formação de futuros cidadãos. A peça foi produzida pelo grupo Teatro da Juventude do Rio de Janeiro e chega à Capital graças à 37ª Temporada Nacional, realizada em parceria com a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. O grupo é dirigido pelo dramaturgo Luiz Arthur, que assina a direção, a ambientação e os figurinos. Esta temporada, assim como as outras, fazem parte do Programa Nacional de Formação de Plateias, desenvolvido pelo grupo há 40 anos, sem patrocínios ou subsídios estatais. Em 60 minutos, o ator Marcelo Dusi conta a história de um menino chamado Inácio, personagem central do enredo. Nele, o garoto levado atormenta os amigos, assim como o “Lobo mau” faz com Heitor, Cícero e Prático, os porquinhos do clássico da literatura infantil. Por meio das aventuras malfadadas do Lobo, Inácio revê suas atitudes, percebendo que aquilo que fazia com os amigos não o ajudava a se tornar uma pessoa melhor. Assim como no conto infantil, o grupo teatral alerta para que a força não está nos músculos e, sim, na inteligência. Hoje é comemorado o Dia do Bibliotecário. Para homenagear esses profissionais, será realizado um evento às 19h, no Teatro Aracy Balabanian, do Centro Cultural José Octávio Guizzo, que contará com o pré-lançamento do “Guia de bibliotecas públicas estaduais, municipais e comunitárias”, que integram o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso do Sul (SEBP/MS). Também será ministrada uma palestra pela bibliotecária Lourdes Maria Agnes, dos Correios do Rio Grande do Sul. Em sua fala, a bibliotecária deve abordar temas como o campo de trabalho e o papel destes profissionais. O evento é aberto ao público em geral. Segundo o coordenador da Biblioteca Pública Estadual Isaías Paim, Aparecido Melchíades, o evento vem sendo promovido desde 2006. “Esse evento visa abrir espaço para o bibliotecário e mostrar a importância do seu trabalho para a sociedade. São poucos os que reconhecem o que fazemos”, alega. Em consequência de atrasos na gráfica, o “Guia de bibliotecas públicas estaduais, municipais e comunitárias” não será lançado no evento, como foi previsto. Mas haverá esclarecimentos sobre seu uso e será apresentado um exemplar. Essa é a primeira vez que algo do tipo é organizado. “Agora o público terá informação sobre as bibliotecas do Estado, como, onde ficam, quem é o responsável, telefones para contato e projetos que desenvolvem, entre outras coisas”, detalha Aparecido. (TA) Logo, não é esbravejando, gritando e brigando que se resolvem as dificuldades da vida. O diretor garante que o espetáculo foge das lições de moral e de critérios didáticos, acreditando na capacidade de reflexão dos “pequenos” e abrindo espaço para que possam interagir e pensar sobre as ações e atitudes de Inácio. O riso não acaba com a seriedade da obra que procura questionar ao invés de oferecer fórmulas prontas. “Os três porquinhos ou confissões de um menino levado” também será encenado no domingo, às 10h30min e às 16h.
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também