Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

teatro

Circuito tem espetáculos selecionados

15 MAR 14 - 00h:00NOTÍCIAS MS

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul publicou ontem (14), no Diário Oficial, a relação dos espetáculos selecionados para o Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro 2014, que contará com apresentações gratuitas em teatros, espaços alternativos, ruas e praças de municípios do interior do Estado. Foram recebidas 23 propostas, todas encaminhadas com documentação completa e dentro do prazo. Após rigoroso processo de avaliação, e tendo como base o edital de seleção, foram escolhidas seis propostas teatrais de grupos que possuem atividades comprovadas em Mato Grosso do Sul há pelo menos dois anos. Entre os espetáculos adultos ou para infância e juventude que possam ser apresentados em teatros ou espaços com palco italiano e iluminação especial foram selecionados: grupo Flor e Espinho Teatro com o espetáculo Godgle – Uma estranha vontade de chegar a algum lugar, Associação Cultural Fulano di Tal com O Santo e a Porca e Grupo Identidade Teatral com Noivo por encomenda.

Na categoria de espetáculos de rua ou de linguagem circense que possam ser apresentados em espaços abertos (ruas, praças, pátios de escolas, ginásios, quadras de esporte) foram selecionados: Teatro Imaginário Maracangalha com o espetáculo Areotorare, Associação Cultural Aplausos com Cadê e Mambembe Trupe Teatral com Circo Las Muchachas. Na categoria espetáculos adultos ou para infância e juventude que possam ser apresentados em quaisquer espaços, desde que não necessitem exclusivamente de estrutura de iluminação cênica, a Comissão de Seleção, com base no §1º do Artigo 11º do edital, resolveu não classificar nenhum espetáculo, deixando a cargo da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, conforme consta no §2º do artigo 11º, a contratação direita dos artistas/grupos para a participação no projeto.

A Comissão de Seleção foi formada pelo ator e diretor teatral Fernando Lopes de Lima, pelo diretor teatral Jair Balieiro Damasceno e pela atriz e professora de teatro Amélia Rocha de Oliveira. O Circuito Sul-Mato-Grossense de Teatro busca divulgar as produções do Estado e estimular a cultura. Fomenta a formação de plateia e o surgimento de novos grupos por meio de ações alternativas, pesquisas e intercâmbios. Em seis anos contemplou um público aproximado de 70 mil pessoas em 235 apresentações. De acordo com o coordenador do Núcleo de Teatro da Fundação de Cultura, Márcio Veiga, o Circuito possibilita uma melhor visualização do que é produzido no Estado, já que muitas peças não são vistas no interior por falta de espaços. “O projeto aproxima o espetáculo da plateia”, explica.

 “Os investimentos aplicados demonstram o compromisso da Fundação de Cultura e do governo do Estado nesta área. Investir no teatro é fortalecer a identidade cultural do Estado, aprimorar o pensamento crítico da população e oferecer a oportunidade de contato com essa arte profundamente criativa”, analisa o presidente da Fundação de Cultura, Américo Calheiros.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CADASTRO DE CONDENADOS

Governo amplia banco nacional de perfis genéticos

Medida facilita a elucidação de crimes violentos
SURTO

Brasil tem 570 novos casos de sarampo

DIZ MINISTRA

Déficit da Previdência dos estados só melhora em 2060

Fernandinho Beira-Mar é transferido para presídio de Campo Grande
NARCOTRAFICANTE

Beira-Mar é transferido para Campo Grande

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião