Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Cinegrafista atingido por rojão em ato no Rio segue em estado grave

Cinegrafista atingido por rojão em ato no Rio segue em estado grave
09/02/2014 13:15 - G1


O cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade, de 49 anos, continuava internado no CTI do Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, na manhã deste domingo (9), em estado muito grave. As informações foram confirmadas pela assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde às 10h30. Andrade foi atingido na cabeça por um rojão durante um protesto que ocorreu no Centro da cidade na quinta-feira (6).

No sábado (8), Santiago Andrade foi submetido a uma tomografia. Os exames mostraram que a hemorragia foi controlada. Ele ainda respira com ajuda de aparelhos e está em coma.

Após ser atingido por um morteiro, o cinegrafista sofreu um afundamento de crânio e perdeu parte da orelha esquerda. Na quinta-feira (6), ele passou por uma cirurgia de aproximadamente quatro horas. Dois drenos foram colocados na cabeça para diminuir a pressão craniana.

Um fotógrafo fez uma sequência de fotos do momento em que Santiago foi atingido. Na primeira foto, é possível ver Santiago em pé, filmando o protesto com a câmera no ombro. No centro da imagem, o artefato aparece aceso. Um rastro de fogo próximo ao cinegrafista foi registrado na foto seguinte. A quarta imagem mostra a explosão sobre a cabeça de Santiago. Na última fotografia da sequência, ele aparece curvado soltando a câmera.

Santiago Andrade trabalha no Grupo Bandeirantes há cerca de dez anos. Ele é casado e tem uma filha.

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?