Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Pensamento

Cinco alimentos que melhoram a performance cerebral

30 ABR 2011Por Terra04h:30

Para trabalhar em sua totalidade, o cérebro humano precisa ser bem alimentado. Como se sabe, são inúmeras as suas funções, como a fabricação de neurônios, transmissão de impulsos nervosos, multiplicação de sinapses, entre outras incontáveis tarefas. A boa notícia é que, para o nutricionista francês Damien Galtier, autor de diversos livros na área da saúde e alimentação, alguns alimentos são capazes de melhorar a performance cerebral e, especialmente, a intelectual.

Segundo ele, o cérebro representa apenas 2% do total do peso do corpo. Ainda assim, consome dez vezes mais calorias do que os outros órgãos. “O cérebro sozinho utiliza cerca de 20% do nosso consumo diário de calorias”, diz. Se você é esperto, não deixe de dar uma ajuda a mais a esse órgão tão essencial. Conheça os cinco alimentos que são aliados do cérebro.

Sardinha, salmão e cavala
 

Esses peixes são uma fonte garantida de ômega 3, ácido graxo essencial para o organismo humano. ”Mais de 50% da massa cerebral é constituída por lipídeos e mais de 70% dessa massa é formada por ácidos graxos da família do ômega 3”, diz Galtier. “Se você não come peixes, inclua em sua alimentação óleo de canola e de soja, além de castanhas e nozes”.

Leguminosas
 

“O cérebro é consome mais de 5 gramas de açúcar por hora”, afirma Damien Galtier. Mas, em vez de comer alimentos açucarados, o nutricionista recomenda leguminosas como a ervilha, o grão-de-bico e as lentilhas. “Já é comprovado que as tarefas mais difíceis, como a memorização, dependem da taxa de glicose no sangue”.

Banana, ameixas e frutas secas


Rica em magnésio e vitamina B6, a banana é um dos alimentos importantes para garantir a transmissão dos impulsos nervosos. “As vitaminas da banana ajudam o corpo a assimilar o magnésio no interior das células e permite a fabricação de neurotransmissores como a serotonina”, diz o nutricionista francês. A serotonina é capaz de criar um terreno propício para que as pessoas reflitam melhor e, de quebra, se sintam mais calmas. “Se você não gosta de bananas, pode comer ameixas e frutas secas, pois têm efeito semelhante”, aconselha Galtier.

Fígado de boi


O cérebro precisa de ferro para transportar o oxigênio e o fígado é rico em ferro e vitaminas do grupo B. “Estudos demonstraram que essas vitaminas, sobretudo a B9, a B12, a B1 e a B6, melhoram as funções cognitivas e influem nos resultados de testes de inteligência”, afirma o nutricionista. Se você não gosta de fígado, pode substituí-lo por presunto ou carne de boi.

Frutas vermelhas
 

A maioria das frutas vermelhas são fontes de vitamina C e micronutrientes antioxidantes, os responsáveis por sua coloração. “Juntos, esses micronutrientes ajudam a combater os radicais livres que podem afetar as células nervosas, principalmente as do cérebro”, finaliza Galtier.

Leia Também