Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

NOVO INSPETOR:

Cidade Dom Bosco não se tornará instituição particular

14 JAN 14 - 10h:18DA REDAÇÃO

O padre Gildásio Mendes dos Santos garantiu que, com a unificação das obras Salesianas em Corumbá, a Cidade Dom Bosco, instituição fundada pelo padre Ernesto Sassida, falecido em março de 2013, seguirá oferecendo ensino gratuito e promovendo obras sociais para promoção da cidadania junto a famílias carentes de Corumbá e Ladário.

“Estamos unindo, mas mantendo a história, a natureza jurídica da instituição e sua autonomia. Nunca vamos dizer que a Cidade Dom Bosco vai ser particular, que vai ser um colégio particular. Vai ter união, mas com cada uma mantendo sua identidade. É importante perceber que nesses 115 anos de presença, os Salesianos cresceram juntos com a população de Corumbá. Agora é um momento de modernização da gestão para continuarmos crescendo juntos. É uma união para servir melhor a comunidade de Corumbá, Ladário e região”, declarou o agora presidente nomeado da Missão Salesiana de Mato Grosso. “Temos aqui [no Santa Teresa] uma infraestrutura que talvez seja das melhores da região. Temos salas multimídia com ar-condicionado, material de internet, dois auditórios. Por que os alunos de lá [da Cidade Dom Bosco] não podem vir aqui e ter acesso?”, argumentou.

A unificação com a Missão Salesiana comandando de fato a Cidade Dom Bosco busca qualificar o serviço prestado pela instituição e modernizar a própria escola. “Hoje chegamos na Cidade Dom Bosco e vemos a quadra com problemas; o auditório magistral abandonado. Como Missão Salesiana queremos dar apoio de logística para modernizar nos próximos dois anos e deixar a Cidade Dom Bosco bonita. Isso é uma expressão do nosso amor e do compromisso da Missão Salesiana e uma resposta positiva a todo o trabalho do padre Ernesto”, explicou. Padre Gildásio reforçou que “de maneira alguma”, a escola se tornará uma instituição privada de ensino. O padre, que em maio assume a Inspetoria, esclareceu não existir plano de demissões. 

(Com informações do Diário Corumbaense)

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações contra bancos do BC

ECONOMIA

Superintendência do Cade decide arquivar inquérito contra bandeiras de cartões

BRASIL

Quadrilha desviava cartões de crédito remetidos pelos Correios

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira
TRANSPORTES

Estado restaura as MS-164 e MS-384, vias de escoamento e integração da fronteira

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião