segunda, 16 de julho de 2018

CAMPO GRANDE

Chuva ameniza calor, mas causa estragos

9 DEZ 2010Por Silvia Tada / Bruno Grubertt00h:00

Depois de uma sequência de dias com altas temperaturas, chuva que atingiu Campo Grande ontem trouxe alívio e transtornos. Com ventos que chegaram a 80 quilômetros por hora, segundo dados da Base Aérea de Campo Grande, foram registradas quedas de árvores e destelhamentos. No Aeroporto Internacional, um dos tuiuiús que ornamenta a entrada do terminal tombou; o mau tempo também provocou interdição da pista por 20 minutos. Houve alagamentos em várias regiões, como Guanandy, Jóckey Club, Coophatrabalho, Bonança, Vila Jacy e Tijuca.

A chuva começou por volta das 13h40min e ficou mais forte a partir das 15h. No cruzamento da Rua Ouro Negro com a Rua das Amapolas, no Bairro Jóckey Club, a água invadiu a casa de Ismael Martinez, de 28 anos. Ele, que está há apenas três meses no local, relatou que é a terceira vez que acontece o mesmo problema. "Tenho um filho especial, que tem síndrome de Down, que fica muito assustado quando isso acontece. Fora que nossos móveis estragam tudo", lamentou.

A região da saída para Aquidauana foi uma das mais atingidas. Houve alagamento na Rua Taquari, no Bairro Santo Antônio. O jornalista Claudionor Domingues, 66 anos, que atualmente trabalha como caminhoneiro, também teve prejuízos com o vendaval de ontem à tarde. O caminhão-baú dele, que estava estacionado na Rua dos Crisântemos, no Bairro Santo Antônio, foi atingido por uma árvore. A fiação elétrica da região também foi afetada e algumas residências ficaram sem energia elétrica.

"Uso o caminhão quase todos os dias para fazer mudanças e agora terei prejuízos. Como somente o baú ficou amassado acho que não terei de parar de trabalhar", afirmou.

Os ventos fortes também derrubaram uma árvore de grande porte em uma pista da BR-163, no quilômetro 434, próximo a Anhanduí. A Polícia Rodoviária Federal foi ao local para controlar o tráfego e o Corpo de Bombeiros foi acionado para cortar e retirar a árvore da pista.

No centro da Capital, descarga atmosférica provocou o rompimento do cabo de energia, próximo do cruzamento da Rua Bahia com a Rua 15 de Novembro. O alimentador foi desativado e o quadrilátero formado pelas ruas Ceará, Rui Barbosa, Joaquim Murtinho e Avenida Afonso Pena ficou sem energia, a partir das 14h44min. Todo o serviço foi restabelecido às 16h46min, segundo informações da assessoria de imprensa da Enersul. Em outros pontos da cidade, houve "queda pontual" da eletricidade.

No total, a Defesa Civil municipal recebeu onze ocorrências de quedas de árvore, seis alagamentos em ruas e residências e destelhamento de três casas, duas no Lageado e uma no Guanandy.

Leia Também