terça, 17 de julho de 2018

MUNDO

China prende 96 pessoas por leite contaminado

13 JAN 2011Por REUTERS12h:01

A polícia chinesa prendeu 96 pessoas por misturar leite em pó com o aditivo tóxico melamina, informou a agência estatal de notícias Xinhua nesta quinta-feira, a mesma substância química que matou seis crianças e deixou cerca de 300 mil doentes em um escândalo de leite em pó em 2008.

Em julho do ano passado, amostras de leite em pó encontrados nas províncias de Gansu e Qinghai, no noroeste da China, tinham níveis de melamina até 500 vezes maior que o limite permitido, 2,5 miligramas por quilo, ressaltando a falta de fiscalização para a segurança alimentar no país.

A melamina é um composto plástico tóxico, utilizado em móveis e resinas, que é empregado ilegalmente no leite para simular níveis elevados de proteínas.

Entre os presos, 17 foram condenados, incluindo duas pessoas que foram condenadas à prisão perpétua, disse a Xinhua, citando um comunicado da Comissão de Segurança Alimentar do Estado.

O uso da substância por 20 das principais empresas lácteas chinesas, entre elas uma das mais prestigiosas, a Sanlu Group, provocou a morte de seis bebês e gerou um dos maiores alarmes sanitários no país nos últimos anos. Para tentar conter os danos, o governo chinês condenou vários dos executivos das empresas envolvidas.

O caso levou a OMS (Organização Mundial da Saúde) a estabelecer limites internacionais de melamina em alimentos líquidos e sólidos, entre 1 e 2,5 miligramas por quilo, respectivamente.

Leia Também