Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPORTES

Chile derrota Honduras e quebra tabu

Chile derrota Honduras e quebra tabu
17/06/2010 06:05 -


NELSPRUIT, África do Sul

Jean Beausejour marcou o único gol no triunfo por 1 a 0 do Chile sobre Honduras, em sua partida de estreia no grupo H ontem, confirmando a primeira vitória chilena numa Copa do Mundo em 48 anos. Beausejour marcou aos 34 minutos, finalizando uma bela jogada da seleção chilena. Matias Fernandez dividiu a defesa hondurenha com um lindo passe, liberando Mauricio Isla pelo flanco direito.

Seu cruzamento foi interceptado perto da trave pelo defensor de Honduras Sergio Mendoza, com Beausejour próximo esperando uma chance. Mendoza tentou desviar a bola, mas ela bateu no chileno e entrou na rede hondurenha.

Os chilenos mereceram a vitória e quase fizeram um segundo gol aos 19 minutos da segunda etapa, quando um mergulho de cabeça do zagueiro central Waldo Ponce foi salvo com brilho por Noel Valladares.

Mas apesar da pressão, os sul-americanos não viam a hora de encerrar o jogo, e em alguns momentos, Honduras ameaçou em jogadas de contra-ataque, mas não tiveram boa pontaria.

O êxito chileno aconteceu exatamente 48 anos após sua última vitória em uma partida de Copa do Mundo – uma disputa pelo terceiro lugar contra a Iugoslávia em casa em 1962. Desde então, a seleção chilena esteve em quatro Mundiais, jogou 13 partidas e não venceu um confronto sequer.
Por seu turno, a seleção de Honduras, em sua segunda participação após uma atuação malsucedida em 1982, ainda busca sua primeira vitória em uma Copa do Mundo.

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...