CELEBRIDADE

Charlie Sheen pede US$ 100 mi em ação contra Warner

Charlie Sheen pede US$ 100 mi em ação contra Warner
10/03/2011 19:44 - REUTERS


Charlie Sheen entrou com uma ação contra a Warner Bros na qual pede US$ 100 milhões em indenização por ter sido demitido da série Two and Half Men, de acordo com representantes do advogado do ator.

O processo acusa Lorre e a Warner Bros de decidir "unilateralmente não pagar Sheen ou outros atores e membros da equipe nos episódios restantes da série. Sheen, o ator mais bem pago da televisão norte-americana pelo seu papel em Two and Half Men, entrou em um programa de reabilitação em casa em janeiro depois de a mídia noticiar seu estilo de vida desregrado.

No fim de fevereiro, depois de Sheen aparecer em entrevistas fazendo comentários depreciativos contra Lorre e a Warner, o estúdio e o canal de televisão CBS decidiram cancelar os episódios restantes da temporada que está no ar. As declarações de Sheen contra seus só se intensificaram desde então, e na segunda-feira passada a Warner pôs fim ao contrato com Charlie Sheen.
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".