segunda, 16 de julho de 2018

DENÚNCIAS

CGU encontra irregularidades em contrato entre os Correios e empresa de transporte aéreo

29 JAN 2011Por AGÊNCIA BRASIL11h:15

A Controladoria-Geral da União (CGU) encontrou irregularidades na prestação de serviços da empresa Master Top Linhas Aéreas S/A (MTA) para a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. No ano passado, denúncias apontaram que a empresa seria favorecida em contratos com a estatal. 

Segundo o relatório da CGU, a irregularidade está no sobrepreço praticado no envio aéreo de cargas postais de São Paulo a Manaus, feito pela MTA. Segundo o contrato, o valor do transporte entre as duas capitais é de R$ 1,99 por quilo. Entretanto, a ECT estava encaminhando, via terrestre, uma grande quantidade de cargas de São Paulo a Brasília. A partir da capital federal, a MTA despachava a carga para Manaus, via aérea, cobrando R$ 3,70 por quilo, com um sobrepreço de R$ 1,71.

Segundo a CGU, a fraude foi identificada na quantidade de carga enviada por via aérea de São Paulo a Manaus diminuiu significativamente, enquanto os números relativos ao trecho Brasília-Manaus subiram. O contrato firmado para o trecho Brasília-Manaus estimava o transporte de cinco toneladas por dia, sendo que existiram picos de até 38 toneladas por dia.

Ainda não há a estimativa de quanto foi o prejuízo para os cofres públicos, fato que será apurado pelo Tribunal de Contas da União, pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal . As investigações também identificarão os responsáveis pelos danos.
 

Leia Também